Presidente da Câmara de Vereadores de São João de Meriti é preso no RJ em operação contra fraude na compra de respiradores

Investigação identificou irregularidades na compra de respiradores feitas pelo governo de Santa Catarina, com custo superfaturado de R$ 33 milhões.

O presidente da Câmara de Vereadores de São João de Meriti, Davi Perini Vermelho, mais conhecido na região como Didê, foi preso, na manhã deste sábado (6), em uma operação contra fraude na compra de respiradores pelo governo de Santa Catarina. Perini é o dono da empresa responsável pela venda dos respiradores para o governo da cidade do sul do país.

Ao todo, a operação visa cumprir cinco mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão preventiva durante a Operação Oxigênio.

Segundo as investigações, a negociação teve custo superfaturado de R$ 33 milhões, pagos de forma antecipada pelo governo de Santa Catarina.

Davi Perrini, presidente da Câmara de São João de Meriti, foi preso em casa na manhã deste sábado (6) — Foto: Reprodução

Davi Perrini, presidente da Câmara de São João de Meriti, foi preso em casa na manhã deste sábado (6) — Foto: Reprodução

Também há mandado de prisão contra Pedro Nascimento Araújo, diretor executivo da empresa, que já é considerado foragido.

Os presos são investigados pelos crimes de peculato e corrupção passiva, em que houve processo de dispensa de licitação para aquisição emergencial de 200 respiradores.

A operação é comandada pelo novo diretor do Departamento de Combate à Lavagem de Dinheiro, Pablo Valentim, em apoio à Força-tarefa formada pelo Ministério Público de Santa Catarina, pelo Tribunal de Contas do Estado e pela Polícia Civil de Santa Catarina.

Os mandados foram cumpridos nos bairros do Centro, Leblon, Barra da Tijuca, Vargem Pequena, na capital fluminense, e no município de Petrópolis.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito