Prefeitura de Petrópolis se reúne com BNDES para discutir projetos de reforma em prédios históricos e nas ruas do Centro

A prefeitura de Petrópolis está encaminhando formalmente para o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) projetos de reforma para prédios como o do Centro de Cultura Raul de Leoni e o Palácio Sérgio Fadel, além de um casarão tombado na Rua Alberto Torres, no Centro. Nesta quarta-feira (04.07), o prefeito e secretários municipais participaram de uma reunião com o diretor de governo e infraestrutura do BNDES, Marcos Ferrari, para conversar sobre os projetos e pleitear recursos para as obras. O encontro aconteceu na sede do Banco, no Rio.

No momento que o país atravessa, é fundamental que a prefeitura vá buscar recursos e financiamentos para que o município consiga estimular o desenvolvimento econômico da cidade. Essa aproximação com o BNDES é uma das estratégias para investimentos na cidade.

A reunião também tratou de um projeto de revitalização do Centro Histórico, que prevê reparos de pavimentação, calçadas, sinalização e iluminação. A ideia é que as equipes técnicas da prefeitura e do BNDES possam construir, em conjunto, um plano de trabalho mais detalhado, incluindo, inclusive, uma planilha orçamentária.

Em relação ao Centro de Cultura, o projeto já vem sendo discutido junto ao BNDES desde janeiro através do contato feito pelo Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE) e a Secretaria de Obras. As intervenções são um pedido, principalmente, da classe artística da cidade. Ainda na área da cultura, também foi apresentada, durante a reunião desta quarta-feira, o complemento de equipamento e maquinário do Theatro D. Pedro.

“É motivo de grande responsabilidade e alegria a gente poder trabalhar na proteção do nosso patrimônio histórico e cultural, já que houve anos de descaso. Estamos tendo a oportunidade de, enfim, consolidar o projeto para as intervenções nesses patrimônios, frisa o diretor-presidente do IMCE, Leonardo Randolfo, lembrando que os projetos estão sendo encaminhados formalmente e agora passarão pela fase de validação no BNDES.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *