Prefeitura de Mesquita realiza novas cirurgias de catarata

A Secretaria de Saúde de Mesquita garantiu novas cirurgias de catarata aos pacientes da rede nesta sexta-feira, dia 17. Os procedimentos foram realizados no Centro de Referência em Oftalmologia (CEROF), em Juscelino, através do Cisbaf. Pelo menos 60 pessoas já foram encaminhadas para o procedimento. Mas metade deste número já teve a cirurgia realizada.

Nesse primeiro momento, estamos trabalhando com 30 operações por mês. No entanto, a nossa intenção é aumentar esse número. Para isso, vamos analisar bem a relação entre a demanda e a quantidade necessária de cirurgias”, avisa o diretor técnico da secretaria de Saúde de Mesquita, Bruno Felgueira Salgado.

O convênio foi firmado em dezembro do ano passado com o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Baixada Fluminense, via Programa Marque Fácil. Moradora do Banco de Areia, a dona de casa Luzinete Gomes, de 58 anos, foi uma das pacientes operadas nesta sexta.

Eu tentei fazer no Rio de Janeiro. Minha tia trabalha em hospital e achei que, com a ajuda dela, seria mais fácil. Mas não foi. Meu cunhado conseguiu pela Prefeitura de Mesquita e me incentivou a tentar também. Procurei a UBS e, dali, me encaminharam para a policlínica de Santa Terezinha. O processo todo durou cerca de quatro meses”, elogia ela.

Agora, Luzinete acredita que não vai mais ter dificuldades para cozinhar. De acordo com ela, sua família andava reclamando da quantidade de sal que era usada na comida.

Minha vista estava embaçada, então eu não enxergava bem. Achava que estava colocando pouco, mas não estava. Quebrei alguns copos também, porque eu pensava que estava colocando na bandeja. Assim que eu largava, caía no chão e eu percebia que estava enganada”, conta, aos risos.

O aposentado Reinaldo Barreto, também do Banco de Areia, também sabe o que é se sentir limitado pela visão. Amante de uma boa leitura, confessa que há algum tempo não consegue mais se dedicar a um livro. “Eu estava com as duas vistas embaçadas. Agora, operei uma. Mas quero tentar conseguir resolver a outra também”, diz.

Para o pintor de automóveis Durval da Silva, de 65 anos, não chegou a ser uma novidade operar catarata na CEROF, em Juscelino. Há dois anos, ele passou por uma cirurgia no espaço, mas pagando pelo serviço. Desta vez, porém, para solucionar a outra vista embaçada, recorreu à prefeitura de Mesquita.

Eu não tinha tentado antes pela rede municipal. Mas um amigo me incentivou, dizendo que a Saúde de Mesquita poderia resolver. Isso tem uns sete meses. Então, eu fiz as consultas necessárias e os exames. Hoje, vi que realmente funciona. Para trabalhar, estava ficando complicado”, explica Durval, que mora na Vila Emil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito
%d blogueiros gostam disto: