Postura de Marcinho gera desgaste interno, e Botafogo não acredita em renovação de contrato

Marcinho tem grande chance de se despedir do Botafogo em 2020 sem entrar em campo. Jogador e clube aumentaram o desgaste na relação em meio à negociação difícil de renovação de contrato e as decisões sobre o tratamento da lesão que se estende desde janeiro.

O jogador viajou nesta terça-feira para São Paulo, onde vai passar por nova cirurgia no joelho direito, onde o atleta se machucou na pré-temporada e a causa dos quase nove meses sem entrar em campo. Por opção do atleta, o procedimento será feito de maneira particular mais uma vez, sem a participação ativa do departamento médico alvinegro, como aconteceu em janeiro.

Marcinho operou o joelho direito em janeiro e estava na reta final de recuperação, mas voltou a sentir dores e, após exames, descobriu um problema nos pontos cirúrgicos e passará por nova artroscopia. O procedimento será feito novamente fora do clube, dessa vez com Joaquim Grava, que é consultor médico do Corinthians.

Marcinho em treino do Botafogo — Foto: Vitor Silva/Botafogo

Negociação emperrada

O que se tornou mais um episódio da relação conturbada entre clube e atleta, que tem como principal causa a falta de acordo para a renovação do contrato. O vínculo atual vai até 31 de dezembro de 2020, e a diretoria acha improvável a permanência do atleta. O clube entende que não tem como pagar o que o jogador pede para ficar.

A situação de Marcinho é uma questão no Botafogo desde o início do ano. Em abril, o ex-presidente Carlos Augusto Montenegro, membro do comitê de futebol, reclamou de falta de diálogo e revelou um possível interesse do Corinthians.

– O Marcinho e o empresário dele tem muito tempo que querem sair do Botafogo. Não querem nem ouvir proposta. Então, não podemos fazer nada. Vamos esperar o fim do contrato. Depende dele, não podemos obrigar ninguém – disse na ocasião.

Em junho, quando Marcinho ficou liberado para assinar pré-contrato, o ge informou que o Botafogo abriu negociações com o Corinthians, mas uma proposta não foi firmada. A tendência é que o atleta espere o fim do contrato para acertar com um novo clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito