Polícia Civil de Japeri prende grupo criado para saques de comércio nesta época de Coronavírus

Na manhã de hoje, policiais civis da 55ª DP – QUEIMADOS munidos de dados de inteligência coletados pela SUBSECRETARIA DE INTELIGÊNCIA (SSINTE) apontando o planejamento de saques em série a supermercados e lojas de departamento de diversos pontos da região metropolitana fluminense por pessoas que se articulavam em grupo criado especificamente para este fim em aplicativo de mensagens, diligenciaram à residência de ANÍZIO MICHEL FERREIRA DA SILVA (vulgo: “MICHELZINHO”), que atua como vendedor ambulante na zona sul carioca, nos bairros de Madureira e Vargem Grande, e nos sistemas de transporte ferroviário e BRT.

O grupo de mensagens foi criado no último dia 21/03/2020 com fim específico de promover saques organizados durante a vigência das medidas de enfrentamento da propagação do novo Coronavírus (COVID-19) e diversas mensagens de áudio do grupo viralizaram durante o último fim de semana causando apreensão na população.A imagem pode conter: atividades ao ar livre

Após ser conduzido à Delegacia de Polícia, onde teve colhido seu depoimento e apreendido o aparelho de telefone utilizado na troca de mensagens, “MICHELZINHO” admitiu que os saques seriam realizados por cerca de 150 pessoas, visando prioritariamente a rede de supermercados “GUANABARA” e lojas de eletro-eletrônicos “CASAS BAHIA”, CASA & VÍDEO” e “LOJAS AMERICANAS”, inicialmente nos bairros de Irajá e Madureira – no Rio de Janeiro; no Centro de Duque de Caxias e no Centro de Nova Iguaçu.

O aparelho de telefone utilizado na ação e apreendido em posse de “MICHELZINHO” é produto de furto ocorrido na estação “Alvorada”, do BRT, no mês de novembro de 2019.

ANÍZIO MICHEL FERREIRA DA SILVA foi formalmente autuado pelo delito de INCITAÇÃO AO CRIME e preso em flagrante pelo delito de RECEPTAÇÃO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito