Petrópolis está em sua melhor fase do turismo nos últimos anos

Petrópolis está em sua melhor fase do turismo nos últimos anos

O recorde de movimento durante a Bauernfest – com 450 mil visitantes – foi só um dos inúmeros motivos pelos quais o turismo tem considerado a alta temporada de 2019 o melhor período para o setor de, pelo menos, os últimos 10 anos. Neste mês de julho a ocupação hoteleira continuou superando as expectativas, mesmo depois da festa, e no Centro Histórico, por exemplo, a taxa chegou a 99% no último fim de semana, com 98% em todo o município. Outra prova de que o setor está em alta é a mais recente atualização do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado pelo Ministério do Trabalho, revelando que o setor de serviços, que inclui meios de hospedagem e alimentação, gerou 177 empregos em junho. Em todo primeiro semestre foram 480 novos empregos. 

Em toda alta temporada – de maio a agosto -, Petrópolis deverá ultrapassar 1 milhão de visitantes no período. O número é metade do que o município recebe anualmente. O clima frio, mas sem chuvas na maior parte do tempo; os eventos, cada vez maiores e com mais qualidade; as férias escolares; o fortalecimento de novos circuitos e opções de turismo – como Vale do Amor e os circuitos rurais, como de Secretário; além do cervejeiro, estão entre as principais razões para o setor ser, hoje, uma das principais fontes de renda da cidade.

De dez anos pra cá, a cidade já aumentou em 50% o número de hotéis e pousadas. Atualmente, Petrópolis conta com 117 meios de hospedagem, sendo 31 hotéis, 71 pousadas, quatro resorts, três SPAs, sete hostels, e um flat , com 6.325 leitos disponíveis. Dez anos atrás, a cidade registrava 78 meios de hospedagem.

“Eu realmente confirmo que este ano estamos tendo um julho muito forte, muito bom. Pelo menos nos hotéis que eu administro tenho tido uma taxa de ocupação mais alta do que nos últimos anos. Lembrando que julho sempre é um mês muito forte pra hotelaria em Petrópolis. E é importante salientar também o acerto em relação à Bauernfest, uma festa mais extensa, onde tudo correu muito bem, os turistas gostaram muito. Acaba sendo também um fator de propulsão pra julho já começar com o pé direito. Aliado a uns dias frios, de inverno, tudo conspirou a favor. Temperaturas agradáveis e dias bonitos”, frisa o proprietário do Casablanca Koeler, Flávio Abi Daud. 

Em 2018, a atividade turística no município gerou 4.458 empregos diretos, com trabalhadores em hotéis e pousadas, por exemplo, um aumento de 6,3% em relação ao ano anterior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: