Período de chuva deixa Defesa Civil de Trajano de Moraes em estado de atenção

Entre o mês de novembro e março, as chuvas não dão trégua na região serrana. Em alguns pontos de Trajano de Moraes, por exemplo, especialmente aquelas banhadas por rios ou córregos, essa época do ano, despertam sempre uma atenção especial das autoridades do município. De acordo com a Defesa Civil do município, nas últimas horas foi contabilizados nos pluviômetros uma precipitação de 61 mm.

Ainda segundo o secretário municipal da pasta, Maurício Batalini, a chuva causou a obstrução de pista em três pontos, além da queda de uma árvore na Rodovia Estadual RJ-146. Outro foi o deslizamento de terra na estrada que da acesso a comunidade de Lagoinha. “Todas as ocorrências foram resolvidas. Registramos também a queda de duas pedras na RJ-146 que já foi retirada. Mas ainda estamos em estado de atenção”, disse o secretário.

Para se prevenir nesse período chuvoso, a Defesa Civil vem emitindo através das redes sociais e do aplicativo whatsapp em grupos, orientações práticas para garantir uma maior tranquilidade. Uma das dicas é que as pessoas mantenham-se alertas e ao menor sinal de incidentes acionem o socorro e procurem abrigo seguro até que o resgate chegue ao local.

Diante de uma situação de iminente perigo, de acordo com o secretário da pasta, as pessoas devem manter a calma, procurar locais seguros e acionarem os órgãos competentes para o devido socorro. Ainda, devem evitar se locomover pelas enxurradas, não se abrigar embaixo de árvores e não utilizar equipamentos elétricos em lugares úmidos.

Ele destaca ainda que além das técnicas de proteção que sempre são passadas as pessoas precisam se conscientizar quanto aos cuidados antes dos períodos chuvosos, como o descarte incorreto do lixo, que reflete negativamente, causando grandes danos durante e depois das chuvas. Em situações de risco e necessidade de resgate, o primeiro contato deve ser com a Defesa Civil ou Guarda Municipal. Antes dos riscos eminentes, em casos de possíveis desmoronamentos, rachaduras, entre outros, a população pode acionar a Defesa Civil pelo número 199.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito