Paes diz que Witzel é ficha suja; ex-juiz nega

 O ex-prefeito do Rio e candidato ao governo do estado, Eduardo Paes (DEM), acusou o seu adversário, o ex-juiz federal Wilson Witzel (PSC), de ser ficha suja. Paes mencionou uma informação que circula desde a noite de quinta-feira de que Witzel responde a processo no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), e de ter omitido isso da Justiça Eleitoral.

“Como é que um juiz, um ex-juiz que diz que é ficha limpa, omite isso da justiça?”, indagou. “É com esse tipo de fraude que temos que lidar”, provocou o candidato do DEM em vídeo publicado nesta sexta-feira em suas redes sociais.

Witzel, por sua vez, nega as informações e, em nota enviada por sua assessoria, disse que “o pedido de representação contra o então juiz foi arquivado por maioria do Tribunal Regional Federal da 2ª Região sem sequer ter havido abertura de processo”.

Procurado pela reportagem, o CNJ ainda não respondeu.

Confira a nota na íntegra do ex-juiz:

“Nunca houve processo disciplinar aberto contra o então juiz Wilson Witzel, nem no Tribunal Regional Federal da 2ª Região e nem no Conselho Nacional de Justiça. No TRF-2, o pedido de representação contra o então juiz foi arquivado por ampla maioria, 10 votos a 3, sem sequer ter havido a abertura do processo, como consta no acórdão proferido pelo Tribunal. O que foi arquivado pelo CNJ em setembro foi exatamente o pedido da revisão desse arquivamento, e não o processo em si (que nunca houve).

Wilson Witzel é ficha limpa, sua candidatura cumpre todos os requisitos legais e foi homologada pelo TRE-RJ segundo todos os trâmites da legislação eleitoral.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: