Novos hábitos e costumes estão ajudando o trânsito de Mesquita

Novos hábitos e costumes estão mudando o comportamento de motoristas e pedestres no trânsito em Mesquita. Eles param o veículo para dar passagem aos pedestres, mesmo quando não há agentes, semáforo ou faixa de travessia. Pedestres reconhecem a organização da Cidade, os direitos e o respeito à cidadania.

As cenas de respeito ao cidadão no trânsito se tornaram comuns, principalmente nos cruzamentos das Ruas do Centro de Mesquita e estão se espalhando pelos bairros do município. Seja jovem, homem, mulher, idosos ou não, todos atravessam os cruzamentos com tranquilidade.

O motorista Vitor Martins da Silva, 39 anos, por exemplo, ao perceber que a dona Elaine Albano, 40 anos, estava no cruzamento da rua Maria Mendes Vecchi com Mister Watkins, no Centro, parou o veículo. “A prioridade é do pedestre e se cada um fizer a sua parte o trânsito melhora, evita acidentes e se pratica a cidadania”, justifica. Dona Elaine, por sua vez, disse que está gostando do que está acontecendo no trânsito de Mesquita, com o respeito mútuo entre motoristas e pedestres. “Isso é muito bom. É respeito. É cidadania”, destaca.

Em tom de orgulho, ao observarem esta mudança de hábitos e costumes no trânsito da cidade onde mora, Alice Maia, 37 anos, e Fernanda Gracieli, 37, dispararam elogios. “Isso é ótimo. Trata-se de uma questão de respeito ao pedestre”, diz Fernanda. “Melhor do que sinal de trânsito, que a gente fica esperando a vez de atravessar.  Aqui o motorista para logo quando vê a gente”, completa Alice. “São raros os engraçadinhos (motoristas) que fingem não ver a gente querendo atravessar. Mas a maioria está aderindo à nova consciência de cidadania”, comenta Verá Lúcia Corcino, 30 anos. “Nos bairros também tem sido assim”, completa.

No cruzamento da Ruas Mister Watkins com Prefeito José Montes Paixão, seu Rufino Farias, 67 anos, aposentado, disse ter notado que “de uma hora pra outra, as coisas foram mudando por aqui”, referindo ao trânsito. “Criaram um caminho para pedestres na lateral da Rua (Prefeito José Montes Paixão) e os carros respeitam. E quando a gente se aproxima da travessia, o agente pára o trânsito. Mas se ele não tiver, mesmo assim os carros param pra eu passar”, relata. No mesmo cruzamento, dona Delci Gentil, 70 anos, também comenta. “Isso (respeito ao pedestre) é muito bom. Mesquita está no caminho certo”, acredita.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito