Novas ambulâncias agilizam o atendimento pediátrico em Petrópolis

O Pronto Socorro Leônidas Sampaio, no Alto da Serra, e o Hospital Municipal Nelson Sá Earp (HMNSE), no Centro, passam a contar com mais duas ambulâncias, uma em cada unidade. Os veículos foram providenciados para dar suporte aos atendimentos pediátricos de urgência que precisarem ser transferidos para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Centro, que é um dos locais de referências na área de pediatria no município.

As novas ambulâncias atuarão nos casos de simples remoção dos pacientes da pediatria e até esta quarta-feira (07.11), estarão disponíveis. O Leônidas Sampaio e o Nelson de Sá Earp também passaram por reformas das áreas de urgência pediátrica, para garantir a qualidade no atendimento. Com essa estrutura, as crianças que chegarem em uma dessas unidades, receberão os primeiros atendimentos, havendo a necessidade, serão transferidas para um dos locais de referência do município, a UPA Centro. A depender da gravidade do caso, havendo necessidade cirúrgica, a UPA providenciará o encaminhamento para o HAC.

Essas novas ambulâncias são de grande importância para a agilidade do atendimento pediátrico no município. As crianças que chegarem nessas unidades, que estão totalmente reformadas, receberão os primeiros atendimentos e serão removidas para o local de referência. Essa é uma importante aquisição para a cidade.

Além do transporte pediátrico, as novas ambulâncias também poderão ser utilizadas para as demandas espontâneas que surgirem nas unidades e se enquadrarem no quadro de remoção simples. “As salas de urgência e estabilização do Pronto Socorro e do HMNSE estão funcionando com o suporte dessas ambulâncias que garantirão a fluidez dos atendimentos”, reforça a secretária de Saúde, Fabiola Heck.

A aquisição das novas ambulâncias atende ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre a Prefeitura, Defensoria Pública e o Ministério Público. O suporte dos novos veículos será permanente nas referidas unidades e garantirá a devida remoção dos pacientes pediátricos à unidade de referência, após terem recebido os primeiros socorros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *