Nova Iguaçu terá simulado de desocupação de emergência nas escolas

Alunos de pelo menos 21 escolas municipais de Nova Iguaçu irão participar, no dia 29 de novembro, de um grande exercício de desocupação de emergência das unidades de ensino. A simulação acontecerá de forma simultânea e vai marcar o Dia Estadual de Redução de Risco de Desastres. O treinamento faz parte do projeto ‘Escolas Seguras – Desenvolvendo a Resiliência Através da Educação’, que tem como objetivo desenvolver uma cultura de prevenção não só no âmbito escolar como em toda a cidade.

O projeto está sendo realizado por meio de uma parceria entre a Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil de Nova Iguaçu e a Secretaria Municipal de Educação, que vem realizando os simulados em diferentes escolas ao longo do ano. Nesta quinta-feira (25), mais de 1.640 pessoas entre funcionários e estudantes de três escolas municipais participaram do treinamento comandado por Claudia Avelar, coordenadora do Centro de Treinamento para Emergências e Desastres da Defesa Civil (CETRED). Na E. M. Professora Enilza Barros dos Santos Chiconelli o desempenho surpreendeu de forma positiva.

“No primeiro simulado os alunos levaram cinco minutos e 20 segundos para desocuparem as salas de aula chegarem ao ponto de apoio. Hoje o tempo foi de apenas dois minutos e 32 segundos, o que é considerado excelente”, comemora Claudia Avelar.

O superintendente da Defesa Civil, coronel Djalma Antônio de Souza Filho, disse que a simulação de desocupação de emergência é fundamental para comprovar aquele velho ditado que diz que a pressa é inimiga da perfeição. “Quando as pessoas correm o risco de quedas e pisoteamento é muito grande, e isso faz com que a evacuação demore mais. O certo é que todos deixem o local de risco de forma ordenada e caminhando com calma”, explica.

A diretora-geral da E. M. Professora Enilza Barros dos Santos Chiconelli, Kedma Assis da Silva Santos, considerou importante o simulado feito pela Defesa Civil e garantiu que irá manter o treinamento na unidade. “Vamos continuar praticando para que todos estejam cada vez mais bem preparados para uma emergência. Percebemos que a simulação é fundamental para salvar vidas”, afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: