Morre o ex-atacante Caio, campeão da Libertadores e do Mundial pelo Grêmio

O Grêmio perdeu nesta terça-feira um dos principais nomes da campanha do título da Libertadores e do Mundial de 1983. Morreu aos 63 anos, em São Luis do Maranhão, o ex-centroavante Caio. Ele marcou o primeiro gol da vitória por 2 a 1 sobre o Peñarol, na decisão da Libertadores.

O falecimento foi confirmado pelo site oficial do Grêmio. O ex-jogador enfrentava problemas de saúde há alguns anos. Em julho de 2017, ele chegou a ter a perna direita amputada, em decorrência de uma trombose. A outra perna também precisou ser amputada depois.

– O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense lamenta com enorme pesar a perda de Caio, que ajudou a elevar ainda mais o nome do Grêmio, e se solidariza com os seus familiares, amigos e toda torcida gremista – diz texto publicado no site do clube.

O problema de saúde já incomodava o ex-jogador há alguns anos. Em 2014, companheiros de Grêmio dos anos 80 como Tarciso, falecido em dezembro de 2018, organizaram uma campanha para arrecadar dinheiro e custear o tratamento. Caio chegou a morar um tempo em Ivoti, no interior gaúcho, onde trabalhou no clube da cidade.

Após pouco mais dois anos, o ex-atacante deixou o Rio Grande do Sul no fim de 2016, já que tinha vontade de retornar ao Maranhão, onde morava e trabalhava como taxista. Contou com ajuda para a compra da passagem das mesmas pessoas que o mantiveram e o ajudaram no estado. Mas o problema na perna piorou após o retorno a São Luís a ponto da amputação.

Luiz Carlos Tavares Franco nasceu no Rio de Janeiro, no dia 16 de março de 1955. Começou a carreira na base do Madureira, mas se profissionalizou pelo Botafogo. Chegou ao Grêmio em 1983 e ficou por duas temporadas.

Teve participação fundamental nas finais da Libertadores e do Mundial, no mesmo ano. Contra o Peñarol, fez o primeiro gol na vitória por 2 a 1 rumo ao primeiro título da América. Já contra o Hamburgo, no Japão, fez o cruzamento para o gol de Renato que deu a vitória ao Grêmio e a consequente conquista do Mundial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: