Morre em São Paulo Claudio Weber Abramo, fundador da Transparência Brasil

Morreu em São Paulo, na noite deste domingo (12), aos 72 anos, Claudio Weber Abramo, um dos criadores da ONG Transparência Brasil. Ele se submetia a um tratamento de câncer e estava internado no Hospital Samaritano, em São Paulo.

Abramo era vice-presidente do Conselho Deliberativo da Transparência Brasil. Ele foi diretor-executivo da entidade por quase 15 anos (2001-2015).

Além de jornalista, ele era bacharel em matemática pela USP e mestre em filosofia da ciência pela Unicamp. Foi editor de economia do jornal “Folha de S.Paulo” e editor-executivo da “Gazeta Mercantil”. Abramo era uma das principais referências em corrupção e integridade das instituições públicas do país, tendo colaborado frequentemente como autor de artigos em publicações especializadas sobre corrupção e seu enfrentamento.

Nos últimos anos, ele se vinha se dedicando à ONG Dados.org, criada pelo jornalista e que trabalhava com transparência e dados do setor público.

“Perdemos um batalhador pelas melhores causas e um amigo do bom jornalismo”, disse o presidente da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), Daniel Bramatti. “Claudio Weber Abramo será sempre uma inspiração para quem luta pela democracia, pela transparência e pela aplicação correta dos recursos públicos. Na Abraji, as bandeiras que ele defendeu continuam erguidas.”

Ele deixa quatro filhos, seis netos, a mulher e uma enteada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *