Moro tem auxílio moradia de R$ 7,5 mil: ‘É direito’

Resultado de imagem para moro

O governo Bolsonaro gastou ao menos R$ 130 mil com o pagamento de auxílio-mudança e auxílio-moradia para os ministros que moravam fora de Brasília. O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, foi quem recebeu o maior auxílio para fazer sua mudança: R$ 61.869,40, sob a justificativa de que possui dois dependentes.

Procurada, a assessoria do ministro afirmou que os pagamentos obedeceram ao que está estabelecido na lei, porque ele declarou possuir dois dependentes.

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, recebeu R$ 30.934,70 para a mudança e R$ 7,5 mil de auxílio-moradia. Bento Costa Lima Leite, de Minas e Energia, também recebeu o benefício, no mesmo valor de R$ 30,9 mil. Já Paulo Guedes ganhou R$ 1.496,33 de auxílio-moradia – o valor pago ao ministro da Economia foi proporcional ao período para o qual ele apresentou comprovante de gastos com moradia.

Os benefícios estão previstos em uma lei de 1990 e um decreto de 2001 e são pagos caso o servidor solicite ao governo. A assessoria de Moro afirmou: “É um direito de todo servidor público. Ele se mudou de Curitiba para Brasília e o auxílio mudança é utilizado para trazer a mudança. E não está instalado em um apartamento funcional e, sim, em um apartamento alugado”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: