Maxi, Galhardo, esquema tático… o que espera o novo técnico do Vasco

A vitória do Vasco por 3 a 1 sobre a Chapecoense, domingo, em São Januário, foi a despedida de Valdir Bigode do comando da equipe. Agora, Alberto Valentim está oficializado e vai ficar à beira do gramado já na próxima quarta-feira, contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada. O jogo contra a Chape deixa algumas esperanças, mas também preocupações.

Valentim terá apenas um treino, na terça-feira, em Curitiba, antes de sua estreia. Pouco tempo para colocar suas ideias em prática, e ele contará com as dicas de Valdir para tomar suas decisões.

Maxi mostra categoria e aumenta poder ofensivo

Foi apenas a terceira vez que o time marcou mais de dois gols em uma partida até agora no Brasileiro. Antes, o Vasco bateu o América-MG por 4 a 1 e o Sport por 3 a 2. Contra a Chape, Maxi López foi o grande destaque. No gol de Wagner, ele deu um lançamento perfeito para o meia marcar. NO segundo, ele recebeu na entrada da área, girou e chutou no cantinho de perna esquerda. No último, mais uma assistência. Desta vez para Thiago Galhardo.

O centroavante, que contra o Galo já tinha atuado bem, mostra que ao ganhar mais ritmo, pode ser uma peça importante na equipe. Contra o Furacão, no entanto, não vai ser possível. Ele terá que cumprir suspensão por causa do terceiro cartão amarelo.

Apesar dos três gols marcados, durante boa parte do jogo o Vasco teve dificuldades de criar chances, principalmente nos momentos em que Maxi ficou muito isolado.

Qual esquema tático, Valentim?

Tanto no empate com o Atlético-MG quanto na vitória contra a Chape, Valdir optou por um formação com três volantes para tentar solucionar o problema da grande quantidade de gols sofridos. No domingo, a formação dificultou a criatividade da equipe.

Os gols saíram no segundo tempo, com um esquema mais ofensivo depois que Desábato foi substituído por Vinicius Araújo. Depois que o Vasco abriu o placar, Valdir voltou a ter três volantes após colocar Cosendey no lugar de Wagner.

– Jogamos uma partida muito complicada contra o Atlético-MG, foi um desgaste grande. Eles trouxeram isso para este jogo. A gente procurou conversar nesse pouco tempo. No primeiro tempo nós controlamos o jogo, eles chutaram uma bola só, não conseguiram volume. No segundo, nós arriscamos. Criamos e no final deu tudo certo – analisou Valdir.

Valentim terá que optar se mantém o time com três volantes ou com apenas dois, como a equipe se acostumou a atuar.

Disputa por vaga no meio de campo

A escolha pelo esquema vai definir se a disputa por vaga entre os meias vai aumentar ou diminuir. Como Valdir optou por atuar com apenas dois, acabou deixando Thiago Galhardo no banco de reservas – para descontentamento do jogador.

Durante os três jogos em que o interino ficou no cargo, quem recuperou espaço foi Wagner. Titular, ele fez dois gols nestes três partidas. Maior destaque da equipe no ano, Pikachu tem vaga garantida.

O Vasco é o 13º colocado do Brasileiro com 24 pontos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: