Maternidade de Duque de Caxias será entregue no primeiro semestre de 2020

Com a entrega prevista para o primeiro semestre do ano que vem, a Maternidade de Santa Cruz da Serra, em Duque de Caxias, que será referência no atendimento às gestantes do estado, já chama a atenção de quem passa pela Avenida Automóvel Clube. Ocupando uma área construída de 4.714 metros quadrados, o prédio está com sua área externa quase concluída. Na parte superior, a Secretaria Municipal de Obras está instalando as placas solares que vão ajudar na redução dos gastos com energia elétrica. A construção da maternidade, orçada em mais de R$ 11 milhões só pode sair do papel graças ao empenho do prefeito Washington Reis, em Brasília, onde conseguiu recursos de órgãos federais e através de emendas parlamentares.

A SMO, responsável pela construção da maternidade, está trabalhando na conclusão da instalação das placas fotovoltaicas e nos acabamentos internos do prédio, como os consultórios, enfermarias, centro cirúrgico, cozinha, espaços para atendimento às gestantes e dos demais setores importantes para o bom funcionamento da unidade, tanto para os pacientes quanto para os profissionais de saúde que vão trabalhar no local.

A exemplo do Hospital do Olho Júlio Cândido de Brito, que atende moradores de outras cidades do estado, inaugurado pelo prefeito Washington Reis em dezembro de 2017, a Maternidade de Santa Cruz da Serra, no terceiro distrito, vai funcionar com equipamentos modernos e profissionais da área de saúde especializados no atendimento às gestantes. Hoje, as grávidas são atendidas na maternidade do Hospital Municipal Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo que recebe pacientes de toda Região Metropolitana e onde são realizados, em média, 450 partos e cesárias por mês.

A maternidade de Santa Cruz da Serra vai contar com centro materno-infantil com 80 leitos, sendo 65 obstétricos, 12 para cirurgias ginecológicas, três para isolamento, além de berçário com quatro incubadoras, quatro berços aquecidos para assistência a recém-nascidos que necessitem de cuidados especiais, além de um berçário de cuidados intensivos (UTI Neonatal) com cinco berços.
As gestantes contarão também com atendimento ambulatorial de pré-natal, puerpério, ginecologia, puericultura, fonoaudiologia, serviço social, triagem neonatal (teste do pezinho, teste da orelhinha) e imunização.

O secretário municipal de Obras, João Carlos Grilo, disse que com a instalação dos painéis solares na maternidade a prefeitura vai poder economizar recursos para serem usados em outras áreas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: