“Mães Eficientes” de Belford Roxo participam de palestras e serviços de beleza

Um dia inteiro destinado às mães que lutam e dedicam com carinho o seu tempo a seus filhos com deficiência. Este foi o objetivo do evento “Mães Eficientes”, promovido pela Secretaria da Pessoa com Deficiência de Belford Roxo, ainda em homenagem ao mês das mães. Realizado nesta sexta-feira (25), no Ciep Municipalizado Constantino Reis, em São Bernardo, o evento contou com café da manhã, palestras, dia de beleza, ensinamentos de escovação, atendimento psicológico. A garotada também aproveitou para fazer pinturas no rosto, entre outras ações. As mães assistiram a palestra “Quem cuida também se cuida”, proferida por três profissionais da Policlínica da Mulher da cidade.

O evento contou com a presença da primeira-dama, Daniela Carneiro e a secretária da Mulher, Fabiane dos Santos, a secretária-executiva da pasta, Dora Costa, entre outras autoridades.

O secretário da Pessoa com Deficiência, Márcio Moto, disse que, em sua maioria, as mães são esquecidas por alguns governantes. “Além dos filhos, elas também precisam de um acompanhamento multidisciplinar. O prefeito Waguinho (Wagner Carneiro) e a nossa equipe estão empenhados neste propósito”, frisou.  De acordo com o secretário-adjunto da pasta, Wagner Turques, na maioria das vezes as mães se isolam e se privam de várias coisas. “Sabemos das dificuldades encontradas por essas guerreiras”, disse Turques.

Fernanda Terra, coordenadora de ações sociais da Secretaria, comentou que basta um pequeno gesto para ajudar essas mães.  “Cuidar de um filho com deficiência não é fácil. A maioria delas esquece de si e se dedica integralmente às crianças. É importante que elas saibam que podem viver”, ressaltou. As palestrantes, a psicóloga Renata Goes, a assistente social Vânia Nascimento e a enfermeira Elair Quadros, todas da Policlínica da Mulher, apresentaram o tema “Quem cuida também se cuida”. “Cuidar da saúde e do emocional é essencial. As mulheres devem ir sempre ao médico, fazer regularmente seu preventivo e ainda ter um planejamento familiar. É o que pretendemos passar com a nossa palestra”, explicaram.

Elizabeth Imperatriz, 53 anos, mãe de João Gabriel, que tem síndrome de down, aprovou o evento. “Faz bem para a nossa autoestima. Diariamente levo meu filho à escola, ao médico, ao psicólogo e ao fisioterapeuta. A correria é grande e quase não tenho tempo de cuidar de mim”, disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: