Lidera Mulher inicia quinta turma de empreendedorismo feminino em São Gonçalo

O Lidera Mulher, projeto fruto da parceria entre o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), a Secretaria de Políticas Públicas para Mulher, Idoso e Pessoa com Deficiência (Semimd) e Secretaria de Desenvolvimento Econômico de São Gonçalo, realizou nesta segunda-feira (11) a aula inaugural da sua quinta turma, formada por 30 empreendedoras das áreas de artesanato, moda, beleza e gastronomia.

“Iniciar a quinta edição do Lidera Mulher foi impactante. Estamos com um conjunto de mulheres com perfil verdadeiramente empreendedor, ávidas por conhecimento, sabendo exatamente quais seus pontos fortes e fracos, que buscam desenvolver com o nosso projeto. O Lidera, assim, se consolida enquanto conquista e marco do município de São Gonçalo”, afirmou Paola Souza, antropóloga e gestora do projeto. 

Criado em janeiro de 2018 e com uma equipe técnica formada por psicólogas e assistentes sociais, o Lidera Mulher tem como objetivo consolidar formalmente muitos negócios chefiados por quem, em muitos casos, é responsável por grande parte da renda familiar: as mulheres. E o primeiro encontro da turma contou com palestra da psicóloga Maria Tereza sobre empreendedorismo e a força do começo. 

“O começo sempre vem com muitas dúvidas, então você precisa ter uma fala que empodere. E hoje conversamos sobre a oportunidade de um recomeço através da arte. E fazer arte nesse país é muito difícil, mas a mulher precisa acreditar que apesar das adversidades, ela é capaz e que dá certo”, explicou Maria Tereza. 

Moradora do Jardim Catarina, a confeiteira Natália Bernardo, de 31 anos, tomou conhecimento do projeto através de uma amiga. Há um ano e meio ela decidiu abrir mão do trabalho como auxiliar administrativa em uma livraria para viver o sonho de ter o próprio negócio. 

“Resolvi participar do Lidera Mulher para aprender a administrar melhor e a crescer no ramo do empreendedorismo, o que não é fácil, ainda mais na área da confeitaria, que é um mercado muito competitivo e a gente precisa de um diferencial para se destacar e eu vim buscá-lo aqui”, afirmou Natália.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: