Hart desiste de apresentar Oscar por escândalo de posts

“Tomei a decisão de desistir de apresentar esta edição do Oscar. Isso porque não quero ser uma distração em uma noite na qual devemos celebrar tantos artistas talentosos. Eu, sinceramente, peço desculpas à comunidade LGBTQ por minhas palavras insensíveis no passado”, começou ele.

Em outro post, Hart continua: “Desculpe se magoei pessoas. Estou evoluindo e quero continuar assim. Meu objetivo é unir as pessoas e não afastá-las umas das outras. Muito amor e consideração à Academia. Espero que podemos nos encontrar novamente.”

Horas antes, Hart chegou a tentar se explicar sobre suas publicações polêmicas citando os filhos. “Meus filhos me fizeram a pergunta mais maravilhosa hoje ao telefone. Eles disseram: ‘Papai, por que você não fica bravo quando pessoas falam sobre você na internet?’. Minha resposta foi: ‘Eu nunca vejo essas coisas, porque estou muito ocupado sendo feliz e amando vocês dois'”, chegou a postar ele na web.

“Então, eu expliquei a eles que é difícil saber que coisas ruins as pessoas estão dizendo quando você fica longe de lugares onde pessoas com raiva amam estar. Eu disse que pessoas com raiva amam a internet… então, eu só a uso quando necessário e passo o resto do meu tempo aproveitando a vida. Eu juro que amo ser pai”, completou ele.

ENTENDA O CASO
Apenas algumas horas depois de anunciar que seria o apresentador do Oscar 2019, que acontece no dia 24 de fevereiro, Kevin Hart teve posts antigos divulgados no Twitter revelados na web.

Entre os posts, estavam declarações como:

“Sua pergunta deveria ser: homens gays suam quando usam vestidos, porque homens de verdade não usam. PS: bicha”

“Por que @wayne2015 tem tantas fotos minha em seu telefone??? Você é algum tipo de BICHA GORDA que tira fotos de homenzinhos negros o dia todo?”

“Hey, se meu filho chegasse em casa e tentasse brincar com a casa de bonecas da minha filha, eu ia quebrar a cara dele e dizer: ‘para com essa bichice”

“Por que a foto de perfil @damienDW parece um outdoor da AIDS? Boom, estou fogo hoje”

Além dos posts, Hart ainda não contava novamente com a repercussão de uma entrevista concedida por ele em julho de 2015 à revista Rolling Stone, na qual disse: “um dos meus maiores medos é meu filho crescer e ser gay. Isso é um medo. Mas, atenção, não sou homofóbico… Seja feliz. Faça o que quer fazer. Mas eu, como um macho heterossexual, se puder evitar que meu filho se torne gay, assim o farei”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: