Grande espetáculo de encerramento dos alunos da cultura reúnem mais de mil pessoas em Nilópolis

Espetáculo realizado pela Secretaria Municipal de Cultura encerra o ano em grande estilo. No último sábado (30), os alunos da escola de dança, teatro, arte e música se apresentaram para mais de mil pessoas na quadra da G.R.E.S Beija-Flor. “O sonho de Monteiro Lobato”, contou a história do Sítio do Picapau Amarelo, uma literatura infantil que reúne símbolos da vida de Lobato no interior.

O espetáculo iniciou com uma orquestra apresentada pelos alunos da escola de música, ministrados pelo maestro Jorge Paula, que atua há 50 anos na área. Após a apresentação, o professor foi ovacionado pelo público. “Estou com 73 anos, há 50 anos vivendo essa experiência. Estou me sentindo muito feliz em poder contribuir com a cultura nilopolitana. Durante todo esse período da minha vida sempre me dediquei a música”.

A apresentação contou com a união da escola de teatro e dança. Durante as mudanças de coreografia, os alunos do teatro retratavam os principais personagens do Sítio do Picapau Amarelo e contracenavam com as alunas da escola de dança, que a cada coreografia reproduziam literaturas de Monteiro Lobato.

“O espetáculo começou numa união das escolas de dança, música, teatro e artes plásticas, em uma reunião de funcionários, imaginamos tudo que seria feito e assim produzimos o roteiro, musicas e coreografias. Começamos a embarcar nessa ideia do conto de fadas do Monteiro Lobato, sem usar a obra clássica, mas fazendo um musical com a releitura da criação e pensamento dele”, esclareceu o diretor do espetáculo, Thiago Cardoso.

As alunas da escola de dança Anna Pavlova apresentaram 17 coreografias, iniciando com o trenzinho caipira. Após isso, veio o cheirinho de café, flores do vale, Emília, Narizinho, Pedrinho, dona Benta, tia Anastásia, Saci, visconde de Sabugosa, boto cor de rosa, vitória-régia, uirapuru, Iara, Cuca, corte do príncipe e finalizou com pérolas.

Neste ano, a escola de dança formou a aluna de ballet clássico Priscila Cristina da Conceição Silva, de 17 anos. “Eu faço ballet há 10 anos e admito que no começo eu achava difícil e cansativo, mas depois que a gente vive tudo isso é muito bom. Vem alegria, carinho, companheirismo…. Estou muito feliz de estar me formando porque é mais um ciclo que se fecha na minha vida, porém, estou triste porque estou deixando as amizades que eu fiz entre alunas e professoras”, disse a formanda, homenageada pelas alunas e professoras.

O espetáculo teve aproximadamente 2 horas de duração. Ao final, a emoção e satisfação dos familiares marcou a noite. A mãe da aluna Larissa Santana, de 9 anos, se emocionou ao ver sua filha se apresentar.

“É uma oportunidade boa que o prefeito deu para as crianças fazerem aula de graça. Minha filha está há 6 anos no ballet e ela gosta muito. Sempre pediu para fazer ballet e quando eu descobri que existia a escola de dança, matriculei ela. É gratificante assistir esse espetáculo tão lindo e ver que minha filha participar”, disse a Márcia Aparecida.

Além da orquestra e apresentação de teatro e dança, o público também pôde apreciar as artes feitas pelos alunos da escola municipal de artes plásticas Fayga Ostrower. O aluno Wallace Pacheco de Oliveira, de 24 anos, entrou na escola nesse ano e contou que as aulas estão superando suas expectativas.

“Meu gosto por desenhar me acompanha desde meus 8 anos. Foi um processo difícil e demorado. Um dia tive a ideia de procurar um curso de desenhista e agora estou aqui, aprendendo e praticando cada vez mais. Para esse espetáculo preparei um desenho da Cuca. Estou muito feliz de estar participando dessa festa linda”.

Todos os anos a Secretaria Municipal de Cultura realiza apresentação de fim de ano e não mede esforços para oferecer o melhor para seus alunos. Neste ano o espetáculo teve uma grande elaboração. “Esse espetáculo começa com um conto, entra nos poemas e no clássico da literatura, formatando através da escrita uma história belíssima do Sítio do PicaPau Amarelo. Intitulamos só o Monteiro Lobato porque tudo parte de um sonho dele jovem na fazenda do pai. A apresentação da teatralidade do tema com os alunos do teatro municipal, teatro e arte, como se eles estivessem juntos com o Monteiro Lobato no túnel do tempo sentado em um banco no palco da Beija-Flor”, explicou o secretário de cultura, Antônio Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito
%d blogueiros gostam disto: