Governo lança Cadastro Metropolitano de Infraestrutura

O Governo do Estado do Rio de Janeiro, através da Câmara Metropolitana de Integração Governamental, promoveu ontem quinta-feira (14/6) a 1ª Etapa de Consolidação de Informações do Projeto Geovias Metropolitano. O projeto consiste no cadastro de todas as redes de infraestruturas subterrâneas e aéreas de 10 concessionárias dos 21 municípios da Região Metropolitana.

O projeto Geovias Metropolitano tem o objetivo de construir uma base unificada e atualizada das redes de infraestrutura metropolitana e o compartilhamento de informações das redes de distribuição de água, esgoto, gás, energia elétrica, telefonia e dutos para a coordenação de obras de forma integrada e a prevenção de acidentes.

– Esse projeto vem ao longo de três anos sendo traçado com a criação da Câmara Metropolitana. É de fundamental importância para todos os municípios. Trata-se de uma base muito atualizada, um trabalho extraordinário que a Região Metropolitana nunca teve – disse o governador Luiz Fernando Pezão.

De acordo com o governador, o projeto também irá trazer melhorias em diversos setores.

– É um instrumento de melhoria para as concessionárias e para as cidades aumentarem a sua arrecadação, uma base territorial onde pode se cobrar melhor os impostos municipais, sendo uma fonte de receita – afirmou Pezão.

Para o diretor-executivo da Câmara Metropolitana, Vicente Loureiro, ter essa infraestrutura mapeada com precisão vai ajudar a dar mais eficiência aos serviços das concessionárias.

 – O mais importante é podermos ter no estado e nas concessionárias e, futuramente, também nas prefeituras, um sistema de informações onde se reconhece o que está embaixo da terra e no modo aéreo. Conhecer essa infraestrutura e ter ela mapeada com precisão auxilia as concessionárias a ter mais controle e mais eficiência no serviço – disse

O secretário da Casa Civil e Desenvolvimento Econômico, Sérgio Pimentel, destacou a importância da atualização permanente do cadastro.

– O projeto Geovias é fundamental para a governança da estrutura urbana da Região Metropolitana. É importante lembrar que para que seja realmente eficaz, ele precisa ser atualizado constantemente pelos autores, para que possamos organizar nossas políticas públicas e investimentos – ressaltou.

Também participaram do evento os presidentes e diretores das concessionárias Light, Enel, CEG, CEG-Rio, Cedae, Oi, Claro/Embratel, Tim, Fetranspor e Transônibus, além de representantes das prefeituras dos 21 municípios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *