Governo do Rio e Le Cordon Bleu oferecem bolsas integrais a alunos de baixa renda

A renomada escola de gastronomia internacional Le Cordon Bleu terá, entre seus alunos, dez alunos bolsistas de baixa renda. A parceria firmada entre o Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) – órgão vinculado à Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social -, e a instituição garantiu 20% das vagas em curso profissionalizante com 12 meses de duração, o Diplôme Cordontec. A etapa final do processo seletivo aconteceu nesta quarta-feira (5/9), por intermédio de um teste de aptidão técnica aplicado pelo instituto. Os dez bolsistas selecionados iniciam as aulas na próxima segunda (10/9). Essa é a primeira seleção feita pelo instituto e o Governo do Estado.

A formação profissional, incluindo currículo e metodologia, é idêntica à aplicada nas unidades do instituto no exterior. Ao fim do curso, os alunos poderão estagiar no restaurante-escola e no café-confeitaria que serão abertos ao público no prédio da Le Cordon Bleu carioca, localizado na Rua da Passagem, no bairro de Botafogo, Zona Sul do Rio. O valor do curso para não bolsista é de cerca de R$ 40 mil. O prédio, de 1,6 mil metros quadrados, pertence ao Governo do Rio e foi cedido à Cordon Bleu.

Para se inscrever, os candidatos tiveram que seguir os seguintes critérios de admissão. Ter renda familiar de até quatro salários mínimos, concluído o ensino médio em unidade de ensino público no Rio de Janeiro, entre 18 e 35 anos e apresentar uma declaração de hipossuficiência. Os selecionados tiveram que cumprir ainda outras etapas, passando por provas objetivas de Português Matemática e teste de aptidão técnica aplicado pelo Le Cordon Bleu.

– Estamos felizes em poder proporcionar, em parceria com o Le Cordon Bleu, bolsas integrais a alunos da rede estadual de ensino que não teriam condições de ingressar de outra forma na maior escola de culinária do mundo – afirmou Miguel Badenes, presidente da Faetec, responsável pela seleção.

O Le Cordon Bleu é a mais tradicional escola de gastronomia do mundo, inaugurada em 1895. Atualmente, a instituição está presente em 20 países, com 35 escolas e 20 mil formandos por ano. No Le Cordon Bleu Rio de Janeiro, os estudantes vão poder cursar os tradicionais diplomas que fazem parte do currículo internacional, tais como o Grand Diplôme, Diplôme de Cuisine e Diplôme de Pâtisserie. Além disso, a unidade carioca – a única no mundo – oferece o Diplôme Cordontec, destinado a alunos de baixa renda e oriundos da rede pública de ensino estadual. O Cordontec vai ensinar técnicas de pâtisserie, cuisine, boulangerie e serviço de salão. Os bolsistas selecionados pela Faetec também vão receber uniforme, kit completo de facas e apostilas, dados pelo Cordon Bleu.

– A demanda por profissionais da área gastronômica no estado, tendo em vista a nossa vocação para o turismo, um dos pilares da economia fluminense, é uma realidade. Com a escola, formaremos mão de obra qualificada para aqueles que não teriam acesso à formação de excelência da Le Cordon Bleu. Os cursos são reconhecidos por empresas e profissionais da gastronomia do mundo inteiro. Com isso, a formação no Le Cordon Bleu é um passaporte para os estudantes que desejam construir uma carreira internacional de sucesso – afirmou o secretário de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social, Gabriell Neves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: