Flamengo elimina o Grêmio e faz semifinal contra o Corinthians

Se o Flamengo teve poder de reação fora de casa para buscar o empate no jogo de ida, o Grêmio não conseguiu repetir o roteiro no jogo de volta, pelas quartas de final da Copa do Brasil. Com um gol de Éverton Ribeiro logo no começo, o time da casa se segurou quando necessário com grande atuação da dupla de zaga, e viu a equipe visitante perder o fôlego – apesar de poupar no Brasileiro – na etapa final. Os tricolores não criaram uma chance real de gol sequer durante toda a partida e deram adeus ao sonho do hexa. O Rubro-Negro, classificado com méritos e seguro dentro casa após tropeço pela Libertadores, agora pega o Corinthians na semifinal da Copa do Brasil. Para festa dos mais de 55 mil presentes no Maracanã!

PRIMEIRO TEMPO

O Flamengo abriu o placar logo aos 4 minutos, em lance com pitada de sorte. Vitinho cruzou da esquerda, Cortez falhou e a bola bateu no rosto de Lucas Paquetá. A bolada virou assistência, e Éverton Ribeiro conseguiu um bom chute de pé direito, no canto de Marcelo Grohe, que pulou, mas não conseguiu defender. Daí em diante, mais nenhuma chance real foi criada. O Grêmio avançou a marcação, teve mais a bola – 64% de posse -, mas só assustou em lance em que Everton, em posição de impedimento, perdeu chance com o gol vazio. O Rubro-Negro soube se fechar, mas pouco incomodou os rivais até o fim do primeiro tempo.

 

SEGUNDO TEMPO

Os gremistas até deram a impressão de que martelariam o Flamengo na etapa final, mas a ocupação em massa no campo de ataque não durou nem 15 minutos. Sem conseguir criar, o Tricolor teve as entradas de Jael, Marinho e Alisson, mas nada surtiu efeito. Foram os donos da casa quem tiveram a melhor chance, aos 31, quando Marlos – que entrou bem na vaga de Vitinho – finalizou, a bola desviou em Grohe e Paquetá não conseguiu concluir. Barbieri colocou Willian Arão e Romulo, fechou a casinha nos minutos finais e garantiu a classificação.


O USO DO ÁRBITRO DE VÍDEO

Ricardo Marques Ribeiro, árbitro da partida, consultou o VAR – liderado por Raphael Claus – em dois lances no primeiro tempo. Nas duas ocasiões, manteve a decisão de não marcar pênaltis: um pedido por Lucas Paquetá para o Flamengo, e outro por Cortez para o Grêmio. Gastou cerca de um minuto e meio, e deu dois de acréscimos.

Arbitragem consulta o VAR duas vezes na partida entre Flamengo e Grêmio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *