Flamengo coloca elenco e cansaço à prova contra o Atlético-MG

Tannure ao lado de Jesus para debater condição física da equipe

Dos sete desfalques que o Flamengo terá hoje contra o Atlético-MG, 20h, no Maracanã, quatro são titulares, metade na defesa e metade no ataque. Sem Rodrigo Caio e Filipe Luis e Arrascaeta e Gabigol, o técnico Jorge Jesus terá que recorrer a outras peças do elenco, que até agora não conseguiu manter o nível do time principal. E lutar contra o cansaço.

Tem sido comum nas últimas semanas a participação do médico Márcio Tannure na beira do campo de treinamento, orientando o treinador sobre as condições físicas dos atletas. Em princíprio, ninguém está vetado por desgaste da partida de hoje.

Na defesa, Renê e Thuler devem ser os escolhidos para entrar. E no ataque, Reinier e Vitinho. O desafio é manter a consistência defensiva que a equipe tem apresentado até agora. E fazer valer o retrospecto de invencibilidade como mandante na competição. Outro problema é o cansaço. Restaram na defesa o goleiro Diego Alves, o lateral Rafinha e o zagueiro Pablo Marí.

O espanhol atuou em 16 partidas com a camisa do Flamengo, todas como titular. Desde o clássico contra o Botafogo atuou em todas os 90 minutos, com dois gols. Marí é um dos pendurados aliás, com dois cartões amarelos.

— Cansando, evidentemente, estou. Não estava acostumado a jogar tantas partidas seguidas, domingo e quarta, mas tenho gana de seguir. Quando jogo pelo Flamengo esqueço que estou cansado — disse o zagueiro.

No caso de Rafinha, são 18 jogos, 14 atuando os noventa minutos. Nos dois compromissos em que começou no banco, entrou na partida. O lateral direito tem papel importante não apenas na parte tática, mas é um dos líderes do Flamengo no ano.

O time ainda não contará com Berrío, que se machucou contra a Chapecoense. Os outros desfalques são Diego e Lincoln, em recuperação.

— Já mostramos que temos elenco forte. Qualquer um pode jogar. É um moment o que necessitamos de todo o elenco. Todos são importantes — concluiu Marí.

Depois da vitória sobre a Chapecoense fora de casa, o Flamengo ainda mais desfalcado tenta provar a força de seu grupo. Para isso conta com a torcida. Foram vendidos 55 mil ingressos até a véspera do jogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: