Faetec realiza curso de português para refugiados e migrantes

A Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica), vinculada à Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Social, iniciou em outubro a primeira turma de Língua Portuguesa e Cultura Brasileira para Refugiados e Migrantes.

São 21 estudantes aprendendo a expressar escrita e oralmente a Língua Portuguesa, a comunicar-se no idioma brasileiro em situações adversas e a compreender aspectos sociais e históricos da cultura do país. Para atender a estrangeiros com pouco ou nenhum conhecimento do português, estão sendo usados materiais lúdico-pedagógico, como música e jogos. O curso tem 60 horas, com duração de 10 semanas.

Os requisitos para ingressar no curso são: ser cidadão estrangeiro, possuir Ensino Fundamental incompleto e ter idade mínima de 15 anos.

– Também mostramos que a Faetec tem vários cursos e está de portas abertas para quem quiser aprender uma profissão – explicou Marta Gomes, diretora de Formação Inicial e Continuada da fundação.

Falar bem o português, terminar a educação básica e se graduar em agronomia. Esse é o sonho do haitiano Bermane Jeudy.

– No começo, tive muita dificuldade em me comunicar. Quero falar tão bem o português a ponto de ser confundido com um brasileiro – disse Bermane.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *