Estados Unidos, Polônia, República Tcheca, Ucrânia e Rússia têm recordes de novos casos diários de Covid-19

Ao menos 5 países – Estados Unidos, Polônia, República Tcheca, Ucrânia e Rússia – registraram, nos últimos dois dias, recordes de novos casos de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2).

Nos Estados Unidos, pela primeira vez, foram registradas mais de 100 mil novas infecções em 24 horas, segundo monitoramento da universidade americana Johns Hopkins, com 102.831 novos casos na quarta-feira (4).

O recorde anterior era de 30 de outubro, quando haviam sido registradas 99.321 novas infecções em 24 horas.

O país também teve 1.097 mortes registradas na quarta-feira, levando o total a 233.717, o maior número do mundo. O Brasil está em segundo lugar, com 161.196 óbitos até as 8h desta quinta (5).

Polônia

Na Polônia, foram registrados 27.143 novos casos nas últimas 24 horas, segundo anúncio feito nesta quinta-feira (5) pelo governo do país.

Também foram registradas 367 mortes no mesmo período. O número quase alcançou o recorde diário estabelecido na quarta-feira (4), quando houve 373 mortes pela doença em solo polonês.

O governo do país promete medidas mais duras para conter a transmissão do vírus se a média diária de novos casos ficar entre 29 e 30 mil por uma semana. A maioria das lojas de shoppings, teatros, museus, galerias e cinemas vai fechar a partir de sábado (7), segundo a agência de notícias Reuters.

 

República Tcheca

Na República Tcheca, foram 15.729 novos casos na quarta-feira (4), segundo o Ministério da Saúde, levando o total de casos no país a 378.716.

A pasta registrou, nesta quinta, 220 novas mortes, incluindo 123 ocorridas na quarta. Também houve uma revisão de dados de dias anteriores, levando o total de mortes pela Covid-19 a 4.133 no país.

Os hospitais tchecos vêm sentindo a pressão do aumento do número de casos, inclusive entre as equipes de saúde. As hospitalizações aumentaram 33%, segundo a agência de notícias Reuters, chegando a 8.278 pacientes internados na semana passada.

O governo endureceu as restrições para combater o vírus em outubro, fechando restaurantes, lojas e locais públicos como piscinas, academias de ginástica, cinemas e teatros. As escolas mudaram para o ensino à distância e há um toque de recolher às 21h.

Ucrânia

A Ucrânia teve 9.850 novos casos nas últimas 24 horas, anunciou o ministro da Saúde do país, Maksym Stepanov, nesta quinta-feira (5). O número ultrapassa o recorde, alcançado no dia anterior, de 9.524 novas infecções.

O país tem, ao todo, 430.467 casos de Covid-19, e 7.924 mortes pela doença.

Na terça (3), Stepanov declarou que a situação do coronavírus na Ucrânia estava próxima da catástrofe – e que o país precisava se preparar para o pior.

“A situação rapidamente muda de difícil para catastrófica. Precisamos nos preparar para o inevitável – é impossível passar facilmente a segunda onda”, disse Stepanov ao Parlamento.

Ele também alertou que os recursos de saúde do país se esgotariam caso o número de casos diários ultrapassasse 20 mil.

 

Rússia

Na Rússia, além do recorde de novos casos – 19.768 na quarta-feira – foi registrado também um recorde de mortes diárias, com 389 óbitos entre a terça e a quarta-feira.

Com os novos números, o país tinha, até quarta, 1.693.454 casos e 29.217 mortes pela Covid-19.

Dos quase 20 mil novos casos vistos em solo russo na quarta-feira, 5.826 deles, o equivalente a 29%, foram registrados na capital, Moscou. O prefeito moscovita, Sergei Sobyanin, alertou que a situação estava piorando na cidade, e estendeu o período de ensino remoto para alunos de escolas secundárias, que começou há 3 semanas, até 22 de novembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito