Estado do Rio terá Centros de Triagem para pacientes suspeitos de coronavírus

Hospital estadual Alberto Torres será Hospital de Campanha para casos de Coronavírus

O Estado do Rio montará Centros de Triagens para pacientes de coronavírus em 41 municípios. Foram escolhidas as cidades com mais de 200 mil habitantes e com maior potencial de disseminação da doença, mas a capital não está incluida na lista. Serão repassados R$ 50 milhões para a montagem dos centros, que preferencialmente deverão ser anexas a alguma unidade de saúde. O propósito é evitar contato direto entre casos suspeitos de covid-19 com outros pacientes.

Os equipamentos, materiais permanentes e insumos nas unidades de triagem também devem ser utilizados exclusivamente para os casos suspeitos, diminuindo a chance de contágio entre os pacientes. O equipamento de proteção individual (EPI) é de uso obrigatório a todos os profissionais de saúde que atenderão pacientes sintomáticos e deve haver treinamento para atendimento ao coronavírus.

Os Centros devem possuir uma Tenda de Pré-Atendimento em área aberta com cadeiras dispostas com de raio de distância de 1,5 metros umas das outras, pelo menos uma sala de observação e materiais de higienes exclusivos. Nos CTs serão exclusivamente atendidos pacientes que comparecerem à unidade com suspeita ou confirmação de CIVID-19. Eles passarão pela classificação risco e poderão ser transferidos para os hospitais caso apresente quadros graves.


Todos estes municípios já possuem casos confirmados, sendo ao todo 191, e os valores serão repassados do Fundo Estadual de saúde em uma parcela única para as prefeituras, que serão responsáveis pelas montagens das unidades. O repasse foi dividido para que cada cidade tenha um Centro de Triagem para cada seis Unidades Básicas de Saúde.

Rio criará 350 leitos até segunda-feira para atender infectados por coronavírus

Hospitais municipais e estaduais do Rio de Janeiro que estavam com leitos ociosos começam a disponibilizá-los para que a rede possa receber pacientes com a Covid-19. Além disso, estruturas modulares e hospitais de campanha começarão a ser construídos. O secretário de Saúde do Rio, Edmar Santos, espera, com essas ações, até a segunda-feira que vem oferecer novos 350 leitos para tratar do novo coronavírus.

Em um boletim divulgado nesta terça-feira (24), a Secretaria estadual de Saúde do Rio confirmou seis óbitos causados pelo coronavírus, além de 305 casos — um crescimento de 30% em relação ao dia anterior. São duas mortes confirmadas nas últimas 24h. Segundo a pasta foram dois idosos, um homem de 74 anos e uma mulher de 71, que eram residentes da capital. A cidade do Rio concentra o maior número de casos, com 276 confirmados.

Foram confrmados casos em 10 municípios:

  • Rio de Janeiro – 276
  • Niterói – 12
  • Volta Redonda – 4
  • Petrópolis – 3
  • São Gonçalo – 3
  • Barra Mansa – 1
  • Campos dos Goytacazes – 1
  • Duque de Caxias – 1
  • Guapimirim – 1
  • Miguel Pereira – 1
  • Exterior – 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito