Espaço de Atendimento ao Desenvolvimento Integral (EADI) oferece aulas gratuitas para crianças e adolescentes em Itaboraí

Reinaugurado em março deste ano, o Espaço de Atendimento ao Desenvolvimento Integral (EADI) – Professora Eliane da Silva Barbosa, com sede no bairro Nova Cidade, em Itaboraí, ainda está com vagas para atividades externas voltadas para crianças e adolescentes da rede municipal de ensino. E também recebendo inscrições do público em geral, de outras redes de ensino, para iniciar neste segundo semestre. As vagas são para as aulas de taekwondo, teatro, música e capoeira. E algumas vagas para as modalidades de balé e inglês.

Além de abrigar a Guarda Municipal Mirim, com alunos de 10 a 14 anos, o EADI conta com aproximadamente 110 inscritos, divididos nas turmas externas, como balé, taekwondo, inglês, teatro, música e capoeira. O EADI é um espaço aonde os alunos participam de atividades diárias, que acontecem no contraturno, de segunda-feira a sexta-feira, nos horários de acordo com as atividades nas quais estiverem matriculados. Assim, os inscritos complementam a carga horária escolar, proporcionando uma Educação de Tempo Integral.

Para a diretora do EADI, Cleidi Bastos, a unidade proporciona uma ampliação do capital cultural do aluno. “Esperamos que este desenvolvimento integral seja físico, intelectual e cultural. Aqui eles são acolhidos e fazemos com que se sintam em casa. E conseguimos, porque é difícil vê-los faltando”, disse Cleidi, ressaltando ainda a parceria com os pais e responsáveis dos alunos.

Com três filhos matriculados no EADI, Jane Ferreira, 32 anos e moradora de Nova Cidade, parabenizou o projeto e já vê a melhoria no comportamento dos filhos. “Tenho quatro filhos e três participam do EADI. O de 11 anos e o de 10 são da Guarda Mirim, e o de 8 anos faz capoeira e taekwondo. Eu só tenho elogios a fazer, eles eram muito agitados e agora estão ocupando a cabeça com algo que vale a pena, estudos e esportes. E como aqui também exige escolaridade, eles estão se interessando e melhorando nas notas, além de adquirirem responsabilidade”, disse Jane.

Já a mãe da pequena Débora de Oliveira, 8 anos, Jaqueline Aparecida Alves, 36 anos ressaltou que a filha já participava do EADI com aulas de balé, quando ainda era próximo a Praça Marechal Floriano Peixoto, no Centro. E logo assim que soube da volta da unidade matriculou novamente.

“O EADI ficou um tempo fechado e minha filha sentiu falta. Hoje ela faz aulas de balé novamente e incluiu o inglês. Como ela gosta muito de aprender, ela está se dedicando ao máximo e já vejo os resultados, cumprimenta os vizinhos em inglês e canta algumas músicas que aprende no idioma. É bom vê-la interagindo com outras crianças, ainda mais que é filha única e ainda aprendendo coisas novas e importantes”, disse Jaqueline.

Com aproximadamente 60 alunos, entre os da Guarda Mirim e das turmas externas, a professora de balé, Artemis de Souza. destaca o desenvolvimento das alunas e dois alunos na modalidade, com pouco tempo de aula. “Aqui nós priorizamos a disciplina do balé, postura, relacionamento, dinâmica, passos básicos e secundários, que fazem parte da formação do bailarino”, frisou Artemis.

Integrante da Guarda Mirim, a estudante Ana Luísa de Mattos, 10 anos, participa de várias atividades no EADI, mas um das preferidas são as aulas de taekwondo. “Eu gosto bastante de lutar, mas sei que deve ser apenas no tatame e não na rua. O nosso professor é muito bom, e sempre nos ensina golpes novos e acompanha as nossas lutas, até mesmo para a gente não se machucar”, disse Ana Luísa.

O professor de taekwondo, o grão-mestre Marco Antônio Abreu é faixa preta 7º gram e destaca que o principal objetivo das aulas não é formar atletas, e sim, cidadãos do bem. “Aqui eles aprendem em primeiro lugar a terem disciplina, além de melhoria no comportamento e resgate de valores. O esporte como filosofia de vida, pois integra e salva vidas”, disse o professor.

A unidade conta ainda com uma equipe de profissionais composta por 14 pessoas, sendo diretora, coordenadora pedagógica e orientadora educacional; inspetores de disciplinas, merendeiras, auxiliar de serviços gerais, professora de acompanhamento pedagógico e professores das atividades.

Para quem deseja se inscrever, basta ir à secretaria do EADI, com os seguintes documentos originais e cópia: certidão de nascimento, cópia do cartão SUS (Sistema Único de Saúde), comprovante de residência e uma foto 3×4. Já para os alunos da rede municipal de ensino, também a declaração escolar. O Espaço de Desenvolvimento da Educação Integral (EADI) – Professora Eliane da Silva Barbosa fica localizado na Rua Antônio Pinto, nº 277, Nova Cidade – Itaboraí. Horário de atendimento, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *