Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a pessoa Idosa é celebrado em Nova Iguaçu

O Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a pessoa Idosa está no calendário mundial desde 2006, quando a data de 15 de junho foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU). Entretanto, são cada vez mais comuns os casos de espancamento, apropriação da aposentadoria e cárcere privado. Preocupada com a situação, equipe da Secretaria de Assistência Social de Nova Iguaçu realizou nesta sexta-feira (29) uma série de atividades para celebrar a data. O evento aconteceu no Espaço Municipal da Terceira Idade (Esmuti) e reuniu cerca de 100 idosos.

“Este dia é extremamente importante, pois precisamos encorajar a população para denunciar todas as formas de violência contra a pessoa idosa. Precisamos dar um basta às crueldades vividas por nossos idosos. Envelhecer deve ser um processo tranquilo, digno, para isso oferecemos um ambiente saudável”, afirmou a secretária de Assistência Social, Elaine Medeiros.

Durante toda a manhã no Esmuti, os idosos participaram de palestras sobre violência, qualidade de vida e como fazer uma denúncia contra casos de agressões, apresentação teatral, coral, recital de poesia, contação de história e puderam expor pinturas e artesanatos feitos por eles no espaço, que atualmente é frequentado em média por 800 idosos.

 “O dia de conscientização é celebrado no dia 15, mas estamos lembrando a data para nos prepararmos para o amanhã, pois temos 10% da população brasileira idosa, e em 2050, o IBGE diz que terá 30%. Tem que haver o respeito ao idoso. A violência contra eles não é só agressão física, mas sim, verbal, psicológica, onde eles se sentem acuados. São até desrespeitados com falta de filas exclusivas. O jovem de hoje será idoso amanhã”, lembrou o diretor do EspaçoMunicipal da Terceira Idade, Alexandre Costa.

Frequentadora do Esmuti há dois anos, a dona de casa Zélia do Nascimento Araújo de Jesus, de 72 anos, contou que sua vida mudou após conhecer o local, onde pode interagir com outros idosos. Ela conta que ganhou uma nova família.

“Sempre digo que fiquei mais nova após conhecer o local e ganhar novos amigos. Minha vida melhorou. Faço crochê, que é um trabalho que mexe com a coordenação motora, inglês, Tai Chi Chuan, caminhada e ginástica. Passei a ser tão respeitada que há duas semanas vou me formar em informática, já que fui alfabetizada este mês aqui”, comentou Zélia do Nascimento.

O Esmuti é um órgão ligado à Semas que visa atender a população que se encontra na faixa etária acima de 60 anos e está localizada na Rua Luiz de Matos, 736, no Bairro da Luz. O espaço funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: