De atestado falso a chantagem com esposa: as loucuras para ir à Comic Con


Lucas Batista de Sousa reúne a família na CCXP — Foto: Fabio Tito/G1

A CCXP 2018 espera receber 260 mil pessoas durante seus quatro dias. E algumas delas fazem de tudo para conseguir participar do evento nerd.

Jarbas Faria Júnior, administrador, veio de Belém do Pará só para comprar os quatro colecionáveis exclusivos vendidos na feira. Ele chegou na fila durante a madrugada para lutar por um dos bonecos e, em duas horas, gastou mais de R$ 1,5 mil.

Para vir ao evento, uns gastam e outros mentem. Uma fã, que pediu para não ser identificada, até tentou negociar cinco dias de folga no trabalho, mas não teve conversa. “Nos outros anos eu vim na honestidade, mas como não consegui, tive que levar um atestado por virose. É só uma vez por ano, não dá para perder”, contou a auxiliar administrativa.

Jarbas Faria Júnior gastou R$ 1,5 mil em colecionáveis exclusivos da CCXP 2018 — Foto: Fabio Tito/G1

Já o advogado Lucas Batista de Sousa elegeu a feira para o encontro anual da família. Com dois irmãos em Brasília e uma cunhada em Portugal, a família de 11 pessoas fica completa todo ano apenas em duas ocasiões: no Natal e na CCXP.

Mas não é todo mundo que consegue convencer tranquilamente a família a enfrentar a maratona de filas e atividades. O comerciante Márcio Santos teve que chantagear a esposa para ir com ele e ajudar a organizar as compras. Agora, ela tem direito a escolher um programa para os dois no mesmo valor e ele não pode reclamar de nada.

A Comic Con Experience 2018 começou nesta quinta-feira (6), na São Paulo Expo, e segue até domingo (9), com convidados internacionais, exibição de filmes e exposição de novidades de HQs, séries e produtos do universo nerd.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: