Crivella determina operação especial de prevenção para reduzir efeitos de chuva

Por determinação do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, órgãos municipais montaram uma operação especial na terça-feira, 14 de maio, que continua nesta quarta, 15, como forma de prevenção a possíveis efeitos das chuvas que atingem a cidade desde ontem.

DEFESA CIVIL

A Subsecretaria de Proteção e Defesa Civil, vinculada à Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), recebeu 14 chamados até 9h30 de hoje. Ocorrências como imóvel com rachadura ou infiltração e desabamento em estrutura estão entre as solicitações. Itanhangá, Taquara e Pavuna foram os bairros de maior demanda. Durante o temporal, os índices pluviométricos registrados nas 103 comunidades de alto risco geológico da cidade não atingiram os níveis de protocolo para acionamento do sistema de alertas. Mesmo assim, foram acionadas as sirenes em todas as comunidades, por volta das 17h de terça. Com um minuto de duração, o alerta teve caráter preventivo, visando a preparar moradores quanto à possibilidade de chuvas fortes, com base em previsão do Alerta Rio. Não se tratou de aviso para desocupação.

COMLURB

A Comlurb atuou na desobstrução de 22 pontos de alagamentos, limpeza de lama e coleta de resíduos e galhos, com 1.466 garis. Foram registradas ainda cinco ocorrências de quedas de árvores e grandes galhos, com um efetivo de 130 garis na resposta. As equipes de limpeza têm apoio de 78 caminhões basculantes e 38 pás carregadeiras. Já o pessoal de manejo arbóreo trabalha com 44 caminhões específicos do serviço.

SECONSERVA

Em relação ao acúmulo de água, houve registros em sete pontos, e os dois principais são a Rua André Rocha, na Taquara, e a Muzema. A Secretaria de Conservação (Seconserva) deixou equipes de prontidão, com oito equipamentos do tipo vac-all disponíveis no plantão para atendimento em diferentes áreas da cidade.

GUARDA MUNICIPAL

A Guarda Municipal entrou de prontidão na noite de terça. Nesta quarta, 1.334 guardas atuam na cidade, com apoio de 281 viaturas, além de smartphones e rádios HT, que agilizam a comunicação com as equipes presentes no Centro de Operações.

CET-RIO

Foram elaborados planos de contingência para atuação em caso de necessidade para fechamento dos mergulhões da Barra da Tijuca e também em outros pontos, como Estrada da Barra da Tijuca (acesso da Barrinha); Alto da Boa Vista; Lagoa, Rua Jardim Botânico; e Rua do Catete. A Avenida Niemeyer, em São Conrado, segue com operação de pare e siga e, em caso de chuva forte, será fechada ao trânsito.

ESTÁGIO DE ATENÇÃO

O município entrou em estágio de atenção às 22h55 de terça, quando, devido ao avanço de uma frente fria, núcleos de chuva moderada a forte atuavam sobre a Zona Oeste e se deslocavam para outras regiões, acompanhados de raios e rajadas de vento moderado.

PREVISÃO PARA ESTA QUARTA-FEIRA

A passagem de uma frente fria e o posterior transporte de umidade do oceano em direção ao continente manterão o tempo instável nesta quarta-feira. Continua a previsão de chuva moderada, podendo ser forte de forma isolada a qualquer hora o dia. Os ventos estarão moderados, ocasionalmente fortes. Temperatura máxima de 27°C e mínima de 17°C no fim do dia.

AVISO DE RESSACA

A Marinha do Brasil informou que ondas de até 2,5 metros podem atingir a orla do Rio das 9h de quinta-feira (16/05) às 21h de sexta-feira (17/05).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: