Crivella celebra nove meses do Rio+Seguro com redução de até 78% em índices de criminalidade

O programa Rio+Seguro da Prefeitura do Rio completa nove meses neste mês de setembro, e o prefeito Marcelo Crivella celebra a expressiva redução de índices de violência em Copacabana e Leme, na Zona Sul, além da melhoria da qualidade de vida para os moradores da região. Segundo dados do Instituto de Segurança Pública (ISP), apurados no trimestre de maio a julho, houve queda significativa – de até 78% – nos percentuais de crimes como roubos a transeuntes (incluindo casos de roubo de celular e em coletivos) e de roubos e furtos de veículos, em relação ao mesmo período de 2017. Quando a comparação é feita com o início deste ano (o programa foi implantado em 3 de dezembro), a regressão nos casos de furto, por exemplo, chega a 58% (481 ocorrências em julho contra 1.150 em janeiro). Além disso, guardas municipais e policiais militares contratados na folga pela Prefeitura detiveram 81 foragidos da Justiça, em abordagens ou capturados durante ação criminosa.

– O Rio + Seguro alia planejamento, inteligência e tecnologia no reforço do patrulhamento nas ruas. Mas esse importante programa Inclui também ações de ordenamento urbano, como podas de árvores e manutenção de iluminação pública, e reúne diversos órgãos e secretarias da Prefeitura. O resultado é o aumento da sensação de segurança para os cidadãos, com a consequente redução dos índices de criminalidade. É mais uma conquista auspiciosa do povo carioca – destaca Crivella.

O número de roubos a transeuntes (incluindo celular e em coletivo) caiu nos três meses do levantamento mais recente, feito de maio a julho, em comparação ao mesmo período do ano passado: 30%, 24% e 28%, respectivamente, em cada mês. O índice de roubo e furtos a veículos na região também apresentou forte queda: 29%, 78% (a maior do período) e 50% respectivamente, em cada mês. Outro ponto de destaque foi a redução gradativa dos furtos (menos os de veículos) em julho, na comparação com janeiro passado: 58%. Pela primeira vez desde o início do programa, os roubos a estabelecimentos registraram em julho uma queda de 39%: de oito para cinco casos.

Além de ações de apoio à segurança pública, o Rio+Seguro, coordenado pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (SEOP), promoveu, ao longo de seus primeiros nove meses, a integração de sete órgãos municipais com diversas ações para a melhoria da qualidade de vida dos moradores e frequentadores de Copacabana e Leme, a partir de indicadores monitorados pela Central de Atendimento 1746. Foram 1.342 ações contra ambulantes ilegais; 543 vistorias em estabelecimentos comerciais; 1.171 inspeções; 4.444 podas de árvores; 2.039 serviços de conservação e manutenção de iluminação pública; e 809 serviços de manutenção na iluminação pública, entre diversas outras. Os órgãos que participam do programa são as Coordenadorias de Controle Urbano e a de Licenciamento e Fiscalização (da Secretaria de Fazenda), Vigilância Sanitária (da Secretaria de Saúde), Comlurb, Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos e a Secretaria Municipal de Conservação e Meio Ambiente, com ações da Rioluz e Fundação Parques e Jardins.

– O programa vem cumprindo com sucesso os seus objetivos principais. A ação integrada de vários órgãos da Prefeitura e o reforço da PM auxilia no combate a crimes e promove o ordenamento urbano. Os resultados mostram o acerto da decisão pioneira do prefeito Crivella em criar o Rio+Seguro – comenta o secretário de Ordem Pública, Paulo Amendola.

Informações e imagens capturadas por 54 câmeras posicionadas em pontos estratégicos e monitoradas em tempo real pelo Núcleo de Videopatrulhamento da Guarda Municipal, no Centro de Operações Rio (COR), são enviadas aos smartphones dos agentes que atuam nas ruas dos dois bairros pilotos. As equipes de campo contam ainda com o suporte de dois micro-ônibus como base operacional, dez carros e 33 motocicletas. A população pode contribuir denunciando irregularidades pelo Disque-Rio+Seguro, que funciona no número (21) 98909-1153.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *