Crivella anuncia redução de carga horária nas escolas do Rio nesta quarta por conta da previsão de temporal

A prefeitura do Rio anunciou que as escolas da cidade funcionarão em meio expediente nesta quarta-feira (13) devido à possibilidade de chuva forte na capital fluminense.

“Fizemos uma reunião ontem com diversos órgãos para essa previsão de chuva amanhã. Primeira coisa, vamos conceder um meio expediente para as escolas amanhã para diminuir o fluxo de trânsito na cidade a partir de 12h”, explicou o secretário da Casa Civil, Paulo Messina.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia, há previsão de pancada de chuva no Rio já a partir da noite desta terça (12). De acordo com o secretário, equipes da Comlurb e CET-Rio estarão localizadas em pontos já fragilizados.

Durante coletiva de imprensa na manhã desta terça, o prefeito Marcelo Crivella destacou que a cidade deve passar por mais um evento que “inspira cuidados”.

“A prefeitura vai estar com milhares de funcionários de plantão, as medidas de segurança serão anunciadas pelo Paulo Messina. Queria fazer um apelo: pessoas que vivem nas encostas do Rio de Janeiro, sobretudo as mais íngremes, saiam dessas áreas, pois são as áreas mais perigosas”, garantiu Crivella, aproveitando para fazer um apelo para que a população Pedimos que as pessoas não coloquem lixo nas ruas nesta quarta-feira para evitar o entupimento de bueiros.

A prefeitura também ressaltou que a população pode enviar mensagem de texto para o número 40199 para receber informações da prefeitura com alerta das chuvas.

“Pedimos que as pessoas não coloquem lixo nas ruas, pois não haverá coleta de lixo durante o temporal. A coleta só acontecerá depois do temporal. Light e Rio Luz terão gerentes 24h no COR para resolver possíveis problemas. Durante a chuva, pedidos: vamos adotar índices mais conservadores; a partir de 45 milímetros de chuva, as sirenes irão tocar”, destacou o secretário.

Segundo a prefeitura, os estágios do sistema de alerta da prefeitura vão passar de três para cinco: normalidade; observação; atenção; alerta e crise. Ainda de acordo com o prefeito, a ideia é começar os processos e evacuação de áreas de risco no 4 estágio, o de alerta. Porém, esse modelo ainda não vai entrar em vigor.

Vias importantes podem ser interditadas

A prefeitura também afirmou que, se houver necessidade, poderão ser fechadas a Avenida Niemeyer, a autoestrada Grajaú-Jacarepaguá e o Alto da Boa Vista.

O Instituto de Meteorologia também divulgou um aviso de mudança de tempo em outras regiões do estado na quarta-feira (13), com pancadas de chuva de moderada a forte no Sul, Serras e áreas isoladas da Região Metropolitana.

A previsão é que os ventos atinjam 90 km/h. Na quarta-feira da semana passada, os ventos chegaram a 110 km/h.

Rio ainda não se recuperou de temporal

A cidade segue em estágio de atenção após a chuva forte da semana passada que provocou a morte de 7 pessoas. Até a manhã desta terça, a Avenida Niemeyer seguia interditada para a retirada de terra, pedras e árvores. O trânsito está liberado apenas para moradores e para hóspedes do hotel que fica na região.

A via está fechada desde a semana passada, quando o forte temporal provocou deslizamento de terra, que atingiu dois ônibus. Em um deles, dois passageiros morreram soterrados.

A Marinha emitiu aviso de alerta de ressaca para o RJ a partir das 10h de quarta até 10h de quinta-feira (14), com previsão é de ondas de até 2,5 metros.

Segundo o instituto, há áreas de instabilidade atuando na Região Sudeste. Para esta terça, a máxima prevista é de 40°C com tempo claro a parcialmente nublado passando a nublado e com pancadas de chuva e trovoadas em áreas isoladas da Região Metropolitana.

Nesta quarta, tem previsão de queda de temperatura com máxima de 32°C. Na quinta, a temperatura segue em queda com máxima de 26°C.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: