Crivella acompanha ações do programa Cuidar da Cidade na Tijuca

Resultado de imagem para tijuca

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, acompanhou nesta quinta-feira, 14 de março, na Praça Afonso Pena e no seu entorno, na Tijuca, as ações do programa Cuidar da Cidade. O mutirão de zeladoria, criado no início de 2019, já solucionou mais de mil chamados feitos pela população por intermédio da Central 1746 em outros cinco bairros. 

Na Tijuca, são 311 chamados que serão atendidos nesta etapa. Entre as intervenções programadas, estão poda de árvore, limpeza de bueiros e ralos, tapa-buraco e reforço na sinalização de trânsito.

– Nós dividimos a Tijuca em quatro áreas, e a primeira é a praça Afonso Pena. Estamos podando as árvores, limpando os bueiros, trocando lâmpadas, consertando os bancos e os brinquedos, fazendo um grande trabalho de mutirão. Também estamos tentando dar acolhimento a uma população de rua. Nós vamos continuar atendendo aos chamados do 1746, fazendo todos os serviços necessários no bairro da Tijuca – afirmou Crivella.

Moradora da Tijuca há 3 anos, a professora Patrícia de Carvalho, de 48, acredita que, com a poda de árvores e a troca de lâmpadas, a praça Afonso Pena ficará mais iluminada, o que aumentará a segurança.

– Esses serviços contribuem para a segurança porque, quando o local fica claro e organizado, inibe um pouco. Eles (bandidos e usuários de drogas) vão procurar outros lugares, mais escuros. Mas é preciso um serviço constante e não apenas paliativos – disse Patrícia.

O Cuidar da Cidade estabelece um calendário de ações que mobiliza diversos órgãos municipais: Secretaria Municipal de Conservação e Meio Ambiente (Seconserma), Comlurb, Rio Águas, CET-Rio, Rioluz e Fundação Parques e Jardins, entre outros.

Criado pelo prefeito Crivella e desenvolvido pela Secretaria Municipal da Casa Civil, em conjunto com o Centro de Operações Rio (COR) e a Central 1746, o Cuidar da Cidade começou nos primeiros dias de 2019. Antes da Tijuca, passou por Ilha do Governador e Rocha Miranda, também na Zona Norte; Santa Cruz e Vila Valqueire, na Zona Oeste; e Leblon, na Zona Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: