Ciep Anita Garibaldi faz festa inspirada na Copa

A Copa do Mundo já tomou conta do coração dos brasileiros de todas as idades. Para aproveitar o clima de festa verde e amarela, Bárbara Rios, diretora do Ciep Municipalizado Anita Garibaldi, localizado no Jardim Catarina, resolveu inserir o tema no Projeto Político Pedagógico da escola. Durante todo o mês de junho houve palestras para alunos e professores sobre a história do maior torneio de futebol do mundo, com o professor de História Eduardo Gomes. Com base nessas palestras foi realizada, na manhã desta quinta-feira (21), uma grande festa cultural, intitulada “Na leitura da Copa, o Anita é show de bola”.
 
O Ciep Municipalizado Anita Garibaldi conta com 627 alunos, matriculados da Educação Infantil ao 9º ano da Educação Fundamental. Todas as turmas foram mobilizadas para a festa, que teve apresentações representativas de todos os países participantes da Copa. A abertura foi feita por alunos do 8º ano, que prepararam cartazes com a história da Copa e a trajetória do Brasil no torneio mundial. Eles explicaram cada etapa do mundial, contando um pouco da história de cada edição.
 
“Essa é uma grande aula aberta, onde os alunos participam trocando experiência, falando das tradições de cada país. Então, não é só o professor dando aula. Todos estão interagindo e a presença dos familiares aqui é muito importante para todos nós, que temos a oportunidade de mostrar o trabalho realizado aqui no Anita”, ressaltou a diretora.
 
Depois da apresentação inicial, foi a vez de um grande espetáculo com as turminhas mostrando performances de acordo com a delegação que representavam: Brasil, Portugal, México, França, Suíça, Arábia Saudita. Cada apresentação arrancava aplausos do público, formado não só pelos alunos e professores, mas também pela presença dos seus familiares, membros da comunidade, pois como fez questão de ressaltar a diretora, a escola está sempre de portas abertas para todos. Na apresentação da Arábia Saudita, vale destacar a presença da aluna Angelina, que há três anos veio para o Brasil, refugiada do Congo. Hoje está totalmente integrada à comunidade escolar e brilhou na sua dança, sendo muito aplaudida. Para encerrar o evento, a turma do Mais Educação apresentou um número de capoeira, que está presente nos cinco continentes. Entre os participantes, estava a aluna Lyrian, de 13 anos, que acaba de ganhar uma bolsa integral para o curso de dança  da Universidade Estácio de Sá.
 
O secretário municipal de Educação, professor José Augusto Nunes, elogiou a iniciativa e parabenizou a equipe pelo trabalho. “A equipe diretiva, os professores, funcionários e alunos, todos estão de parabéns. Esse trabalho reflete o comprometimento com a educação, mostra o cuidado com as crianças. É sempre um orgulho ver esse amor pela educação do nosso município”, afirmou o secretário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *