Cedae exonera chefe de Estação de Tratamento de Água Guandu após crise no fornecimento

Decisão foi tomada nesta terça-feira após críticas do governador Wilson Witzel à Cedae

RIO — Após 12 dias de crise no fornecimento de água, com críticas quanto à sua qualidade, a Cedae decidiu exonerar o chefe da Estação de Tratamento de Água (ETA) Guandu, Júlio César Antunes, que acumula 30 anos na empresa. A decisão foi tomada no mesmo dia em que o governador Wilson Witzel, por meio de suas redes sociais, criticou a companhia: “São inadmissíveis os transtornos que a população vem sofrendo por causa do problema na água fornecida pela Cedae”, escreveu Witzel no Twitter. O governador disse ainda que determinou “apuração rigorosa tanto da qualidade da água quanto dos processos de gestão da companhia”.

A informação sobre a exoneração de Júlio César Antunes foi publicada no site do jornal “Correio da Manhã” e confirmada pelo GLOBO por uma fonte do primeiro escalão do governo. Presidente da Cedae, Hélio Cabral anunciará outras medidas que serão tomadas nesta quarta-feira (15), em entrevista coletiva que concederá ao lado de funcionários do corpo técnico da empresa.Obrigado por apoiar o jornalismo profissional

A missão do GLOBO é a mesma desde 1925: levar informação confiável e relevante para ajudar os leitores a compreender melhor o Brasil e o mundo. Os assinantes têm acesso ilimitado a mais de 400 reportagens, artigos, fotos, vídeos e áudios publicados diariamente e produzidos de forma independente pela maior redação de jornal da América Latina. Muito obrigado por ter escolhido O GLOBO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito