Cabelos cacheados: cuidados especiais

Também fica boquiaberta ao ver uma criança de cabelos cacheados supervolumosos e empoderados? Pois é, se entre o final dos anos 80 e meados dos anos 2000 o mundo parecia vangloriar apenas as madeixas lisas, hoje em dia os cachos ganharam seu lugar ao sol, com cada vez mais gente abandonando escovas e chapinhas para assumir um look natural.

Mas, vale o aviso para quem quer entrar para o grupo: assumir os cachos não significa deixar de lado cuidados e tratamentos com os cabelos. Ao contrário, é preciso compreender a fundo os cachos a fim de identificar os melhores cortes e produtos para mantê-los sempre leves, definidos e com um volume que você goste.

Tipos de cacho

Antes de mais nada, é preciso compreender no que os cachos diferem dos cabelos lisos. Por serem naturalmente espiralados, os fios ondulados, cacheados e crespos possuem cutículas mais abertas e maior dificuldade de distribuir a oleosidade do couro cabeludo pela extensão do fio, o que quer dizer que tendem a ser mais frágeis e ressecados.

Dito isso, para saber os cuidados adequados de corte e de hidratação, é importante conhecer os diferentes tipos de curvatura dos cabelos cacheados. Para isso, convencionou-se usar uma escala que vai de 2 a 4, sendo 2 para cabelos ondulados, 3 para os cacheados propriamente ditos e 4 para cabelos crespos.

Confira abaixo as subcategorias, particularidades e cuidados com cada um:

    • 2A: com raiz lisa, ganham uma leve ondulação em formato de “S”, larga e sem muita definição, ao longo do comprimento. Como não possuem muito volume, cabelos desse tipo necessitam de produtos leves, mas com alta fixação, como é o caso dos produtos em gel.
    • 2B: as ondas começam a se formar mais próximas à raiz e são um pouco mais curtas e definidas. Ainda assim, é um cabelo sem muito volume, por isso, recomenda-se o uso de produtos leves e sem excesso de óleo na composição seja na lavagem, finalização ou day-after.
    • 2C: é quase um cabelo cacheado, porém com um encaracolado mais aberto e que se desmancha facilmente. Sendo assim, o melhor é optar pelo uso comedido de produtos de alta fixação que, neste caso, podem até ser um pouco mais hidratantes, já que se trata de um cabelo com volume.
    • 3A: primeiro subgrupo do cabelo cacheado, costuma ser confundido com o cabelo tipo 2C. A diferença é que são mais volumosos e encolhem um pouco mais quando estão definidos. Embora seus cachos não se desmanchem por completo, este tipo de cabelo é bastante afetado pelo frizz, por isso, recomenda-se o uso de mousses na finalização.
    • 3B: os cachos desse tipo de cabelo já começam a formar as “molas” do cabelo cacheado. É um tipo bastante versátil, podendo ficar mais ou menos definido de acordo com a finalização, o que afeta também o volume. Como são mais ressecados, necessitam de bastante hidratação desde a lavagem, principalmente nas pontas.
    • 3C: menores e com bastante definição, os cachos deste tipo de cabelo também garantem bastante volume. Apesar de menos afetado pelo frizz, sofre muito com o ressecamento, sendo recomendado o uso de produtos com óleo na composição para deixá-los com aspecto bonito, brilhante e saudável.
    • 4A: trata-se de um cabelo fino com cachos bem pequenos, mas superdefinidos, como se fossem pequenas “molinhas”. São bastante volumosos desde a raiz e levemente opacos, por possuírem menos escamas. Aposte em produtos bem hidratantes, como shampoos perolados sem sulfatos, assim como na mistura de água, creme e óleo para finalizar.
    • 4B: por possuírem fios com estrutura em forma de “Z”, os cachos deste tipo de cabelo têm menos definição, mas bastante volume, apesar do fator encolhimento. Além de usar produtos hidratantes, é possível utilizar técnicas como o twist ou a fitagem para dar mais definição.
    • 4C: bem finos e frágeis devido ao ressecamento, os fios deste tipo de cabelo chegam a encolher até 80%. Além disso, os cachos dos cabelos 4C não se formam sozinhos, sendo necessário fazer uma texturização dependendo do visual desejado. Para mantê-los saudáveis, uma dica é seguir o cronograma capilar, com hidratações, nutrições e reconstruções regulares.

Uma coisa legal dessa nova onda de aceitação dos cabelos cacheados é que ela não idealiza um único tipo de cacho, mas acredita que todos eles têm sua beleza. Por isso, o mais importante é mantê-los saudáveis, com a dose certa de hidratação. A partir daí, fica a seu critério usá-lo mais ou menos definido e com mais ou menos volume. Aliás, por que não usá-lo de um jeito diferente a cada dia? Aproveite a versatilidade dos cachos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: