Brasil domina Cazaquistão, vence com tranquilidade e se arma para segunda fase do Mundial

Era um treino, e poucos duvidavam que pudesse ser diferente. O resultado, no fim, foi o natural. Em sua despedida da primeira fase do Mundial, o Brasil teve pouco trabalho para bater o Cazaquistão na noite desta quinta-feira: 3 sets a 0, parciais 25/11, 25/20 e 25/13. Com a cabeça na segunda fase da competição, cumpriu o objetivo e aproveitou a tranquilidade do jogo para ajustar os passos rumo a rivais mais complicados. Tandara foi a maior pontuadora do jogo com 14 pontos. Destaque também para Gabi que só jogou as duas primeiras parciais e fez 9 pontos, e Natália que jogou só o terceiro set inteiro e marcou 6.

O Brasil fechou a primeira fase no segundo lugar do grupo D, atrás da Sérvia e à frente de República Dominicana e Porto Rico. Antes mesmo de entrar em quadra, a seleção já conhecia seus rivais na segunda fase. Holanda, Japão, Alemanha e México se classificaram no grupo A e vão enfrentar os times da chave brasileira. A confirmação da tabela veio ao final dos jogos. O Brasil encara primeiro a Alemanha, à 1h25 do próximo domingo. O SporTV2 transmite a partida ao vivo.

As equipes mantêm a pontuação para a segunda fase da competição. Na etapa, as seleções classificadas são separadas em dois grupos de oito times – o Brasil está na chave E. Apenas três equipes de cada grupo avançam à terceira fase do Mundial.

Vitória tranquila

Quando Gabi furou o bloqueio cazaque para marcar o primeiro ponto brasileiro, as rivais já tinham 2/0 no placar. O início um pouco mais lento era natural. Mas, aos poucos, a seleção encaixou seu jogo diante de uma rival mais desconhecida. Gabi, em um ace, colocou o time pela primeira vez à frente no placar (4/3). No primeiro tempo técnico, já tinha 8/5.

O ritmo era mesmo de treino. Do outro lado, as cazaques mostravam poucas condições técnicas de reagir. Com o passe sempre quebrado, as rivais pouco causavam perigo ao Brasil. A seleção, então, aproveitou. Em pouco tempo, já tinha 20/9 no placar. No erro das rivais, a equipe fechou o set em fáceis 25/11.

Gabi, pelo meio, abriu a contagem na volta à quadra. O jogo seguia simples. Logo, o Brasil abriu 8/4 no placar. Mas, por um momento, as cazaques se recuperaram. Em ataque de Katerina Tatko, chegou ao empate (9/9). Foi dela, também, a virada: em dois saques em sequência, desmontou o passe de Fernanda Garay e abriu 13/11. Zé Roberto, então, pediu tempo. Logo depois, porém, o Brasil reencontrou o rumo. A ameaça acabou por ali. Tandara, com uma pancada, fechou o set em 25/20.

No terceiro set, ainda menos esforço. Com Natália e Adenízia em quadra, a seleção sequer foi ameaçada como na parcial anterior. Logo de início, abriu 8/1, Controlou a partida com tranquilidade, sem nenhuma resistência. Na largadinha de Natália, fim de papo: 25/13.

Confira as escalações:

Brasil: Dani Lins, Tandara, Fernanda Garay, Gabi, Bia e Carol. Líbero: Suelen
Entraram: Roberta, Rosamaria, Natália, Adenízia e Drussyla.

Cazaquistão: Petrenko, Anarkulova, Zhdanova, Beresneva, Akilova e Safronova. Líbero: Fendrikova.
Entraram: Syroeshkina, Tatko, Yakovleva, Belova e Batkuldina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: