Botafogo tenta primeira vitória no horário das 11h, adotado pela CBF a partir de 2015

Supersticioso por natureza, o botafoguense torce pelo fim de uma escrita no próximo domingo, contra o América-MG: nunca venceu no horário das 11 da manhã, adotado pela CBF a partir de 2015. São sete partidas matinais, três derrotas e quatro empates.

Na última vez em que jogou às 11h, no dia 12 do mês passado, o Botafogo sofreu um empate com gosto amargo. Vencia o Paraná na Vila Capanema por 1 a 0 até os 50 minutos, quando o meia Alex Santana arriscou da intermediária, a bola desviou em Rabello e matou Saulo. Lindoso fez o gol alvinegro.

A primeira vez: Pikachu rouba a cena
A estreia alvinegra no horário se deu 23 de agosto de 2015, na Série B. Sob sol forte, 23.805 presentes (21.605 pagantes) viram Yago Pikachu, hoje vascaíno, praticamente resolver a parada no primeiro tempo, com um gol e uma assistência. O Botafogo diminuiu com Daniel Carvalho, aos 18 da etapa final, mas no minuto seguinte Jhonnatan ampliou. No fim, Sassá descontou, e o placar ficou em 3 a 2 para os paraenses. A chance de assumir a ponta foi desperdiçada em casa.

Estreia infeliz
Na Primeira Divisão, o Botafogo também perdeu em seu primeiro jogo matinal e logo na rodada inaugural do Brasileirão 2016. Diante de um São Paulo integralmente reserva, os alvinegros, que mandaram a partida em Volta Redonda, foram derrotados por 1 a 0. Hoje no futebol português, Helton Leite errou no gol do debutante Lucas Fernandes

Na mesma edição do campeonato, mais duas partidas às 11h. No dia 5 de junho, não viu a bola contra o Santos e perdeu por 3 a 0. Sete dias depois, de volta ao Raulino de Oliveira, ficou apenas no empate por 1 a 1 com o Vitória.

Primeiro clássico carioca no horário
Em 2017, jogou duas vezes no horário, porém desta vez não perdeu. Empatou com Flamengo (0 a 0) e Coritiba (2 a 2), ambos no estado do Rio de Janeiro. Diante do Rubro-Negro no dia 4 de junho, em Volta Redonda, os holofotes estavam voltados para o então iniciante Vinicius Júnior, que carimbou o travessão de Gatito no fim do duelo, mas a melhor chance do duelo foi desperdiçada por Roger.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *