Botafogo tem segunda pior campanha do returno e 8% de risco de queda

Alberto Valentim terá segunda passagem pelo Botafogo

Há um mês, o Botafogo figurava em décimo lugar e ainda sonhava com lugares mais altos na tabela do Brasileirão. Sete rodadas depois, o alvinegro só está à frente da Chapecoense nas contas do returno. Com três pontos, o time tem a segundo pior campanha (aproveitamento de 14%), com seis derrotas e somente uma vitória. Não à toa, a equipe de Alberto Valentim, que estreou com derrota para o Vasco, já aparece com 8% de risco de rebaixamento, de acordo com o site Infobola.

Como a rodada ainda não terminou, o percentual pode aumentar. O Fluminense, por exemplo, pode ultrapassar o alvinegro no número de pontos. E, de quebra, jogar a pressão que o tricolor carregou em boa parte do campeonato para o rival.

Nos números, a situação do Botafogo ainda não é desesperadora. A difereça em relação aos adversários que lutam contra o descenso é o momento. Fora a vitória sobre o Goiás, na penúltima rodada, o time não tem demonstrado dentro de campo um futebol capaz de tranquilizar a torcida. Enquanto os outros times, como o Cruzeiro, Fluminense e o CSA, começam a dar sinais de melhora.

Nas 12 rodadas finais, porém, o alvinegro tem a seu favor cinco confrontos diretos: CSA, Cruzeiro, Avaí e Ceará, em casa; e Chapecoense (que tem 99% de risco de rebaixamento), em Chapecó. Mas vai precisar melhorar seu rendimento em casa. Até agora, venceu apenas metade dos jogos no Nilton Santos. Como visitante, o aproveitamento é ainda pior. Saiu vitorioso apenas três vezes (Fluminense, CSA e Avaí) em 14 partidas.

De qualquer forma, as cinco vitórias somariam pontos suficientes para chegar aos 45 pontos e manter os cariocas na Primeira Divisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito
%d blogueiros gostam disto: