Botafogo: com adiamento da Olimpíada, Honda afirma que agora pode ‘focar em jogar para vocês’

Keisuke Honda, do Botafogo

O japonês Keisuke Honda desembarcou no Brasil para defender a camisa do Botafogo nesta temporada, mas a pandemia do coronavírus provou a suspensão dos jogos de futebol e também o adiamento do sonho olímpico.

O reforço alvinegro tem como um dos objetivos ser um dos três atletas acima de 23 anos a defender a seleção japonesa em casa nos Jogos Olímpicos de Tóquio, que nesta terça-feira teve seu adiamento confirmado. O meia de 33 anos esperava ter uma sequência de jogos como protagonista da equipe para para alcançar o sohno, que ficou para 2021.

Nas redes sociais, o jogador se manifestou sobre a do COI de mudar as datas do evento. Para honda, o adiamento não é um problema. Pelo contrário, dessa forma ele poderá se dedicar mais ao seu compromisso com a torcida do Botafogo.

“As olimpíadas foram adiadas para o próximo ano. Sem problemas. Agora, posso focar ao máximo em jogar para vocês”, escreveu ele no Twitter.

O objetivo de disputar os Jogos Olímpicos consta inclusive em seu contrato com o Glorioso. Uma cláusula do acordo vigente até 31 de dezembro deste ano permitie a rescisão, por qualquer uma das partes, após o evento.

Em entrevista ao LANCE!, o empresário Marcos Leite, representante do atleta, afirmou nesta terça-feira que o japonês está feliz no Botafogo e que está tranquilo sobre as mudanças na Olimpíada.

— Honda está super tranquilo com isso. O foco de todos agora é a saúde. Ele está muito contente no Botafogo — disse Leite.

O vice-presidente comercial e de marketing do clube, Ricardo Rotenberg, reforçou as prioridades do jogador.

— Honda está agora muito focado na quarentena e no Botafogo — disse o dirigente.

Honda e todo o elenco do Botafogo estão em isolamento social em suas casas como medida de prevenção contra o coronavírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito