Análise: lance do primeiro gol foi raro momento “à Flamengo” na vitória sobre o Fluminense

A vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense, domingo, no Maracanã, deixou o Flamengo com a vantagem do empate no segundo jogo da final do Carioca, na próxima quarta-feira. Ainda não foi a exibição “à Flamengo” esperada pela torcida, e nem o espírito de decisão imaginado. Um dos poucos momentos de grande inspiração foi o lance do primeiro gol, marcado por Pedro.

Jorge Jesus optou por fazer mudanças na escalação. Gustavo Henrique, Diego, Vitinho e Pedro receberam a chance nas vagas de Léo Pereira, Gerson, Everton Ribeiro e Bruno Henrique (poupado com dores na panturrilha esquerda). O setor de criação foi prejudicado, e o Flu iniciou melhor o jogo, com uma postura diferente da decisão da Taça Rio.

Aos poucos o Flamengo foi se adaptando ao jogo e melhorou, embora sem domínio amplo sobre o adversário. Gabigol arriscou um chute de fora da área, mas Muriel voou para fazer uma ótima defesa.

Jogada do primeiro gol é o ponto alto

O que o time do Flamengo fez de melhor durante toda a partida foi o lance do primeiro gol. Do início da jogada até o fim, em um minuto foram 18 trocas de passes, com a participação de nove jogadores (apenas Diego Alves e Arão não tocaram na bola).

Os segundos finais foram a cereja do bolo. Vitinho fez boa jogada, levou para o meio e tocou para Arrascaeta, que deu de primeira para Diego. O camisa 10 também tocou de primeira e deixou Pedro se marcação para fazer o gol. Mais um dele contra o Fluminense.

Gabigol e Arrascaeta comemoram o gol de Pedro — Foto: André Durão

Na segunda etapa, o Flamengo não conseguiu consolidar seu domínio e viu o Flu ganhar terreno perto da área de Diego Alves, que fez ao menos três boas defesas. O gol tricolor saiu em um cruzamento da esquerda de Egídio, e Evanílson apareceu por trás da marcação de Gustavo Henrique e marcou.

A partir dos 16 minutos, Jorge Jesus começou a fazer mudanças. Gerson, Everton e Michael foram os primeiros a entrar. E foi Michael quem garantiu a vitória rubro-negra. Rafinha deu lindo lançamento para Gabigol, que se livrou da marcação de Egídio e deu ótima assistência.

– Importante que venceu. Na disputa pelo troféu em dois jogos, estamos em vantagem. Esse jogo foi mais bem disputado e dividido. Hoje o Fluminense jogou para ganhar, esteve sempre à procura da vitória, assim como a equipe do Flamengo. Foi um jogo muito mais espetacular, mais bem jogado e bem mais emotivo – disse Jorge Jesus à FlaTV após o jogo.

Gabigol é expulso e pode dar nova chance a Pedro

No finzinho do jogo, Jorge Jesus optou por colocar Léo Pereira no lugar de Gabigol para ganhar tempo. O camisa 9 foi caminhando para a lateral do campo e acabou levando o segundo amarelo. Expulso, não joga na quarta-feira.Com a ausência do artilheiro, Pedro tem chance de uma nova oportunidade, desta vez ao lado de Bruno Henrique, que se recupera de dores na panturrilha esquerda.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

TV Prefeito