Análise: Fluminense aproveita gol relâmpago para dar descanso a jogadores

O gol contra de Márcio Costa, logo aos três minutos de jogo, foi o principal fator para que o Fluminense saísse de Bacaxá com a vitória. À frente no placar diante de um Boavista que luta contra o rebaixamento tão cedo, o Tricolor construiu o 3 a 0 tranquilamente e permitiu que Fernando Diniz pudesse poupar jogadores de olho na importante semana que tem pela frente. São dois clássicos pelo Campeonato Carioca (Botafogo e Flamengo) e o jogo de volta da Copa Sul-Americana, contra o Antofagasta, no Chile.

Como o Fluminense praticamente começou o jogo ganhando, alguns atletas dosaram o ritmo em campo. Ganso esteve longe de jogar tão bem como o fizera contra a Cabofriense, por exemplo. Mas isso também nem foi necessário porque o Boavista não exigiu muito do Tricolor.

Além do camisa 10, Diniz também deu um certo descanso a outros dois jogadores que sofreram com questões físicas no início da temporada: Airton e Gilberto foram substituídos no segundo tempo por Ezequiel e Allan, respectivamente. Enquanto o primeiro titular começou o ano com problemas com a balança, o segundo esteve bom tempo se recuperando de lesão no joelho esquerdo.

Caio Henrique e Everaldo apareceram muito bem pelo lado esquerdo e conseguiram fazer triangulações, ora com Airton, ora com Ganso. Foi justamente dessa parte do campo que saiu o primeiro gol, num escanteio gerado após jogada de Caio Henrique.

Outro jogador que chamou a atenção na noite da última quinta-feira foi Luciano – chegou a nove gols, o artilheiro do time no ano. Uma atuação que misturou oportunismo com o que é ensaiado e determinado pelo técnico nos treinos. Afinal, foi no toque de bola característico tricolor que saiu o segundo gol e a partir da pressão na saída de bola do adversário que surgiu o terceiro. Parênteses: o segundo gol começou com a bola em Rodolfo e, após intensa troca de passes, terminou com a letra de Luciano (veja acima).

Poupando ou não seus jogadores, o Fluminense foi um time que teve seus méritos ao conseguir o gol no início do jogo. E como se soubesse que os espaços iam se abrir ao longo da partida, teve a paciência necessária para voltar de Bacaxá com o 3 a 0.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: