A nova vida sem Cristiano Ronaldo: Campeonato Espanhol começa nesta sexta

Depois de quase uma década, a “Liga das Estrelas” recomeça sem um dos maiores astros de sua história. O Campeonato Espanhol retorna nesta sexta-feira, sem a presença do craque português Cristiano Ronaldo. Como o Real Madrid vai se comportar diante da ausência do maior artilheiro do clube? E o Atlético de Madrid, conseguirá atingir a todas as expectativas para esta temporada? Isso sem falar do Barcelona, o time do protagonista Lionel Messi, atual campeão, reforçado em relação ao último ano. A briga pelo título deve ficar mais uma vez entre as três potências do país.

Ainda é difícil mensurar o impacto da saída de Cristiano Ronaldo para o Campeonato Espanhol, em termos mercadológicos. Mas uma coisa é certa: o Real Madrid vai sentir falta dos gols dele. Em nove temporadas (2009/2010 até 2017/2018), ele marcou 451 gols, em 438 jogos. É uma média superior a um gol por partida. Isso representou 40% dos gols do time nesse período. Dos 458, 311 foram em “La Liga”.

Curiosamente, a abundância de gols de CR7 no Espanhol não se transformou em tantos títulos na competição. Com o português, o Real Madrid foi campeão em apenas duas ocasiões (2011/2012 e 2016/2017), em nove temporadas. Na última, terminou em terceiro lugar. Nesse período, o Barcelona ergueu seis troféus e o Atlético ganhou uma vez.

O momento é outro agora, não só pela ausência de Cristiano. O técnico Zinedine Zidane também foi embora. Julen Lopetegui assumiu o comando da equipe tricampeã europeia. Segundo o capitão Sergio Ramos, o Real não vai parar de ganhar porque o português se foi. Na primeira decisão sem ele, a da Supercopa da Europa, contra o Atlético de Madrid, o resultado não foi dos melhores: derrota por 4 a 2.

– Temos que ser sinceros. Todo time sente falta dele. Ele é um grande jogador, foi o melhor do mundo aqui, mas o Cristiano já é passado. Não podemos falar de Cristiano – disse o brasileiro Casemiro.

Barcelona: Messi conta com o apoio de novos brasileiros

Não dá para falar de Cristiano Ronaldo sem pensar em Messi. Maior artilheiro da história do Campeonato Espanhol, com 383 gols, o argentino será ainda mais protagonista da competição, sem a concorrência do português, e também mais capitão e líder do Barcelona, após a saída de Iniesta. Com Messi, foram nove títulos da Liga, em 14 temporadas. Na última edição, a campanha teve apenas uma derrota.

Para a caminhada que se inicia neste fim de semana, o Barça terá Dembélé e Philippe Coutinho desde o início. Como se não bastasse, o clube trouxe reforços pontuais: o zagueiro Clément Lenglet, o meio-campista Arturo Vidal, o meia Arthur e o atacante Malcom. Os brasileiros se destacaram nos compromissos de início de temporada e parecem que se adaptarão rápido à filosofia e ao estilo de jogo do time.

– No DNA do Barcelona está a formação de grupos vencedores. Vou completar meu primeiro mês no clube, mas, ao longo dos treinamentos e jogos, já consegui ver a imensa qualidade dos jogadores e da comissão técnica. É impressionante a capacidade técnica e o entendimento tático de todos do elenco. Acredito que temos todas as qualidades e virtudes de um time campeão, agora precisamos apresentar tudo isso em campo – comentou Arthur, a pedido do Globoesporte.com.

Atlético de Madrid: Reforçado, promete brigar pelo título até o fim

O Atlético de Madrid não tem o mesmo poder econômico que Real e Barcelona. A receita bruta em 2016/2017 foi de €272,5 milhões, contra €674,6 milhões e €648,3 milhões dos rivais, respectivamente. Mas gastou tanto quanto em contratações para esta temporada: € 123,5 milhões. O projeto do clube segue o mesmo: conquistar tudo.

O grupo do técnico Diego Simeone, que já era forte, ficou com um elenco ainda mais qualificado. Chegaram Gelson Martins, Rodri, Lemar, Nehuén Pérez, Adán, Arias e Kalinic. Mas talvez a principal vitória na janela de transferências foi a permanência do atacante Antonie Griezmann, cobiçado por vários clubes depois da conquista da Copa do Mundo.

Confira os jogos da primeira rodada do Campeonato Espanhol

Sexta-feira
Betis x Levante
Girona x Valladolid

Sábado 
Celta x Espanyol
Villarreal x Real Sociedad
Barcelona x Alavés

Domingo
Eibar x Huesca
Rayo Vallecano x Sevilla
Real Madrid x Getafe

Segunda-feira
Valencia x Atlético de Madrid
Athletic Bilbao x Leganés

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *